Moda

Londres é a nova capital mundial da moda, indica pesquisa

EFE/Facundo Arrizabalaga
Príncipe William e Kate Middleton vão a evento beneficente em Londres (9/6/2011) imagem: EFE/Facundo Arrizabalaga

LOS ANGELES (Reuters) - Londres assumiu o lugar de Nova York como capital mundial da moda em 2011, impulsionada pelo interesse da mídia pelo falecido estilista britânico Alexander McQueen e por Kate Middleton, segundo pesquisa da Global Language Monitor.

Com base em um sistema que monitora a frequência de palavras e frases publicadas na mídia impressa, eletrônica e nas redes sociais, Londres subiu do terceiro para o primeiro lugar em 2011, derrubando Nova York da primeira posição mantida pela cidade norte-americana durante muitos anos na pesquisa.

"Estamos observando o que o impacto de duas grandes estrelas da mídia...Kate (Middleton) e Alexander McQueen podem ter no ranking mundial. Nossos números indicam que foram a presença deles que deram a vitória a Londres ao invés de Nova York", disse Bekka Payack do Global Language Monitor na terça-feira.

Kate Middleton se tornou um ícone internacional da moda depois de seu noivado e casamento com o príncipe britânico William em abril.

McQueen cometeu suicídio em 2010, mas sua grife continuou. O vestido de casamento da nova duquesa de Cambridge foi criada por Sarah Burton, diretora de artes da marca Alexander McQueen.

Completando a lista das cinco capitais mundiais da moda estavam Paris, em 3o lugar, seguida por Milão e Los Angeles, enquanto Berlim e Cingapura entraram para a lista das 10 mais pela primeira vez desde o começo da pesquisa há oito anos.

O Global Language Monitor tem sede no Texas e analisa as últimas tendências em uso de palavras e seu impacto cultural, monitorando sites, blogs, redes sociais e 75 mil mídias impressas e eletrônicas.

(Reportagem de Jill Serjeant)

Topo