Moda

Dona da Zara quer abrir mais de 450 lojas neste ano

De Madri

A Inditex, maior varejista de moda do mundo, vai acelerar investimentos em 2014 para abrir mais lojas após os resultados do ano passado terem sido atingidos pela desvalorização de moedas fora da zona do euro e pelo custo de renovação de lojas próprias.

A dona da marca Zara disse nesta quarta-feira que o lucro anual principal nos 12 meses encerrados em 31 de janeiro ficou estável em 3,9 bilhões de euros (5,4 bilhões de dólares), na primeira estagnação desde que a companhia abriu capital em 2001, mas num resultado que foi ao encontro das expectativas dos analistas.

A Inditex, de propriedade do terceiro homem mais rico do mundo, Amancio Ortega, teve vendas de 16,7 bilhões de euros em 2013, um aumento de 5 por cento ou 8 por cento em moedas locais, exatamente em linha com estimativas de pesquisa da Reuters.

A varejista espanhola, que detém marcas como Massimo Dutti, Bershka e Stradivarius e opera 6.340 lojas em 87 mercados, disse que as vendas aumentaram 12 por cento em moeda local no período de 1o de fevereiro a 15 de março.

A Inditex espera elevar os investimentos em 2014 para 1,35 bilhão de euros, planejando a abertura bruta de 450 a 500 lojas, ante 1,24 bilhão de euros em 2013, quando abriu um total líquido de 331 lojas, adicionando 9 por cento a sua área de varejo.

As vendas na Ásia responderam por 20,4 por cento do total em 2013, ultrapassando as compras feitas no país de origem da companhia, a Espanha, com percentual de 19,7 por cento, onde a Inditex sofreu com uma recessão de dupla queda e com a diminuição dos gastos domésticos, o que levou a empresa a expandir discretamente sua marca de baixo orçamento Lefties.

Topo