Moda

Raf Simons cria viagem no tempo em desfile da Dior em Paris

Por Astrid Wendlandt

PARIS (Reuters) - Raf Simons proporcionou uma viagem no tempo no desfile da Christian Dior no segundo dia da Semana de Alta Costura de Paris, com uma mistura de vestidos com armação inspirados no século 18 e coletes masculinos ornamentados.

O estilista disse estar buscando uma interpretação moderna dos códigos da moda de séculos passados para sua quinta coleção de alta costura desde que substituiu John Galliano como principal estilista da Dior em 2012.

O desfile no museu Rodin, apresentado em um gigantesco ambiente circular com paredes decoradas com orquídeas brancas, foi aberto com uma série de vestidos de seda pálidos com anquinhas, as dramáticas armações surgidas na corte espanhola e imortalizados nas pinturas de Velázquez.

Em seguida, a coleção exibiu longos casacos escuros com colarinhos ornados semelhantes àqueles usados na corte de Luis 14. Sapatos de salto agulha brilhantes deram um toque moderno aos modelos, e as bolsas de mão, um dos destaques da Dior, chamaram atenção pela ausência.

"Raf se perguntou como a moda do século 18 poderia ser reinterpretada com os códigos de hoje”, disse o executivo-chefe da Dior, Sidney Toledano, à Reuters após o desfile. “Ele não a contemplou do ponto de vista atual, aquele de um museu.”

Entre outras novidades notáveis estavam os vestidos de noite estilo anos 1920, ornamentados ou estampados, e longas capas de algodão com punhos ligeiramente bufantes.

Na primeira fila estavam a atriz francesa Marion Cotillard, embaixadora das bolsas da grife, e Charlize Theron, o rosto do perfume J'Adore, da Dior, com seu novo companheiro, o ator Sean Penn.

Indagado sobre o que achou da coleção depois de ouvir Theron elogiar Simons efusivamente, Penn foi categórico: "Eu só a acompanho”.

Valérie Trierweiler, a ex-namorada do presidente francês, François Hollande, disse que a Christian Dior é a grife francesa que mais usava no palácio presidencial, mas que agora não tem mais cacife para seus vestidos.

Topo