Moda

Oscar de la Renta é lembrado por traço elegante e generosidade

Por Patricia Reaney

NOVA YORK (Reuters) - Oscar de la Renta, o estilista lendário que vestiu primeiras-damas e estrelas de Hollywood durante uma carreira de cinco décadas, foi lembrado nesta terça-feira por seu estilo exuberante, seu coração generoso e sua atividade filantrópica incansável.

Foram muitas homenagens ao costureiro dominicano falecido no final da segunda-feira aos 82 anos, cercado pela família em sua casa no Estado norte-americano de Connecticut depois de uma batalha contra o câncer.

“Seu talento singular e seu gosto sofisticado elevaram a moda norte-americana, e sua ternura e amizade farão falta à nossa família e a todos cujas vidas ele tocou em sua jornada extraordinária”, declararam Bill e Hillary Clinton em um comunicado.

Conhecido por suas criações clássicas e femininas, De la Renta adornou primeiras-damas republicanas e democratas como Jackie Kennedy, Betty Ford, Nancy Reagan, Laura Bush e Hillary Clinton.

Um de seus modelos mais recentes foi o vestido de casamento de renda tomara-que-caia que a ativista de direitos humanos Amal Alamuddin usou no enlace com o ator George Clooney em setembro em Veneza, na Itália.

Anna Wintour, editora-chefe da revista Vogue e amiga íntima, disse que ele se sentia igualmente feliz jantando com os ricos e famosos ou jogando dominó com sua equipe.

“Seus desenhos refletiam sua personalidade extraordinária – otimista, divertido, animado, romântico”, afirmou ela no site da publicação.

Os estilistas utilizaram o Twitter para expressar sua solidariedade.

“Perdemos um ícone da moda”, afirmou Marc Jacobs, enquanto Vera Wang tuitou: “Oscar criou um universo próprio de luxo, estilo e elegância”.

Diane von Furstenberg descreveu De la Renta como “um estilista maravilhoso, um verdadeiro homem da Renascença”.

De la Renta nasceu em uma família proeminente da República Dominicana e estudou arte na Espanha. Ele começou sua carreira na moda trabalhando ao lado do estilista espanhol Cristóbal Balenciaga.

Seus desenhos, que incluíam saias rodadas e lápis com jaquetas combinando, vestidos em tons pastéis e estampas floridas e vestidos de noite elaborados, emanavam sofisticação e elegância.

Em 2012, De la Renta conquistou o prêmio The Fashion Institute of Technology Couture Council Award for Artistry e cutucou celebridades, astros do esporte e atrizes que se aventuram no mundo da moda por sua falta de conhecimento formal.

“Estou nisso há 45 anos, e ainda estou aprendendo meu ofício diariamente”, afirmou depois de conquistar a honraria.

No início deste mês, De la Renta indicou o diretor artístico da grife Nina Ricci, Peter Copping, como diretor criativo de sua empresa, um novo cargo que ele deve assumir em novembro.

Seu império inclui uma coleção ready-to-wear, acessórios, decoração de interiores e fragrâncias.

Topo