Moda

Dior com inspiração flamenga e "alta pele" da Fendi marcam semana de alta costura de Paris

PARIS (Reuters) - Vestidos soltos arrastando no chão, detalhes intrincados e "haute fourrure", ou "alta pele" --num trocadilho com "haute couture" (alta costura)-- marcam os desfiles da Semana de Alta Costura de Paris, quando alguns dos maiores nomes da moda exibem algumas das peças de roupa mais caras do mundo.

Nesta segunda-feira, as modelos de Christian Dior desfilaram com vestidos brancos soltos, casacos de cintura estreita com saias-balão na altura do tornozelo e capas gigantes em uma estrutura construída especialmente para a ocasião no Museu Rodin.

Inspirado pelos pintores flamengos, o estilista da Dior, Raf Simons, combinou casacos coloridos com calças largas e encimou shorts e vestidos longos com camisetas regata. Ele contrastou tons de branco, azul claro e rosa com desenhos padronizados, além de vermelhos, azuis e verdes mais carregados.

"Ele é muito artístico e adoro a modernidade que ele traz, (a) elegância e a feminilidade", disse a atriz Emily Blunt.

A semana de alta costura de Paris vai até quinta-feira, com cerca de 30 grifes apresentando suas coleções, entre elas a Fendi, que faz seu desfile na quarta-feira.

Seu diretor criativo, Karl Lagerfeld, que também cria para a Chanel, deve apresentar uma coleção de "alta pele" para comemorar seus 50 anos na casa de moda de luxo, o que atraiu críticas de defensores dos animais.

Ele também irá apresentar uma linha de alta costura para a Chanel.

(Reportagem da Reuters TV, em Paris, e de Marie-Louise Gumuchian, em Londres)

Topo