Moda

Rejeitadas por museu, bolsas de Margaret Thatcher vão a leilão em Londres

Divulgação/Christie's
Bolsa vermelha que Thatcher usou enquanto estava no cargo de primeira ministra estará à venda imagem: Divulgação/Christie's

Bolsas de mão que pertenceram à ex-líder britânica Margaret Thatcher e que se tornaram uma de suas marcas registradas serão leiloadas, após serem rejeitadas por um museu.

Os artigos estão entre os 350 "lotes históricos e pessoais" que incluem roupas, cópias assinadas de discursos, seu vestido de casamento e sua bolsa vermelha dos tempos de primeira-ministra. A casa de leilões Christie's anunciou, nesta terça-feira (3), que ficarão disponíveis em Londres no dia 15 de dezembro.

"A venda oferece uma oportunidade única para se comprar itens do espólio da premiê britânica mais longeva e única mulher a ocupar o cargo até o presente", afirmou a Christie's, acrescentando que os valores estão estimados entre US$ 300 (R$ 1,1 mil) e 280 mil dólares (R$ 1,08 milhão).

O leilão foi anunciado depois que o museu londrino Victoria & Albert, principal destino de artigos de vestuário históricos da Grã-Bretanha, declarou não considerar as peças adequadas para sua coleção.

Topo