Comportamento

Média de filhos por mulher cai a 1,86 no País, diz IBGE

Caio Guatelli/Folhapress
Recém-nascidos na maternidade do hospital Pró-Matre, em São Paulo (20.08.2007) imagem: Caio Guatelli/Folhapress

Rio de Janeiro - Os primeiros resultados da Amostra do Censo 2010 em que foram aplicados questionários mais completos em 11% dos domicílios do País, que são 6,1 milhões, mostra a queda na taxa de fecundidade das mulheres e a diminuição da proporção de crianças e adolescentes fora da escola. A taxa de fecundidade, que era de 2,38 filhos por mulher em 2000 passou para 1,86 em 2010, uma queda de 21,9%, de acordo com os dados divulgados hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Houve redução em todas as regiões do País. O Sudeste tem a menor taxa, de 1,66 filho por mulher; e o Norte, a maior, de 2,42 filhos por mulher. O Rio de Janeiro tem a menor taxa entre os Estados, 1,62 filho por mulher.

A amostra também revelou a mudança em uma tendência observada em censos anteriores, com o aumento da média de idade em que as mulheres tornam-se mães. Os grupos de idade de 15 a 19 anos e de 20 a 24 anos que concentravam respectivamente 18,8% e 29,3% da fecundidade total em 2000 caíram para 17,7% e 27% do total em 2010. Para o grupo acima de 30 anos, a proporção aumentou de 27,6% para 31,3%.

Já o porcentual de crianças que não frequentavam a escola na população de 7 a 14 anos caiu de 5,1% em 2000 para 3,1% em 2010.

Topo