Comportamento

Livro que satiriza tentativas de pôr crianças para dormir vira best-seller

  • O livro "Vai dormir, p...", de Adam Mansbach, está entre os 100 mais vendidos da Amazon


Um livro que narra em versos a odisseia dos pais para colocar uma criança para dormir tornou-se um dos mais vendidos nos Estados Unidos, depois de ter sido pirateado e distribuido ilegalmente pela internet.

Desde o fim de abril, o livroGo the Fuck to Sleep (em português, "Vai dormir, p..."), do americano Adam Mansbach, está na lista dos 100 mais vendidos da Amazon, a maior livraria online do mundo.

No entanto, o livro só foi lançado oficialmente no dia 14 de junho, quando chegou ao segundo lugar na lista.
A publicação faz uma paródia dos livros infantis de poesia. Mas nela, pais exaustos e frustrados pedem - usando palavrões - que o filho vá dormir logo e pare de querer levantar da cama.

A linguagem causou polêmica entre associações de pais nos Estados Unidos e em outros países de língua inglesa como a Nova Zelândia, onde uma associação cristã chegou a tentar impedir que a publicação fosse vendida no país.

Sucesso
Descrito pelo autor como "um livro de ninar para adultos",Go the Fuck to Sleep virou um sucesso instantâneo meses antes do lançamento, que seria em outubro e foi antecipado.

Adam Mansbach disse ao jornal britânicoThe Guardian que a idéia dos versos começou como um post no Facebook em junho de 2010, em que ele anunciava que escreveria um livro com este nome, depois de mais uma tentativa de colocar sua filha Vivien - então com 2 anos - na cama.

“Era uma brincadeira, é claro, porque eu não tinha intenção de escrevê-lo. Mas de repente, todos queriam saber quando o livro seria publicado. Isso me pegou de surpresa, para dizer o mínimo”, disse.

No fim de semana seguinte à leitura de alguns versos do livro em público, o livro de Mansbach chegou aos cinco primeiros na lista de mais vendidos da Amazon, com base somente no número de pedidos de pré-venda.

Semanas depois, o livro foi pirateado e circulou como um arquivo na internet. Em entrevista à versão britânica da revistaWired, o autor disse que chegou a tentar, juntamente com a editora, tirar os arquivos do ar, sem sucesso.

“As pessoas perceberam que (a versão da internet) não era o suficiente. Elas viram que tinham que segurar o livro nas mãos, que era um livro para presentear. O que você vai fazer com um (arquivo de extensão) PDF de baixa resolução? Imprimi-lo, grampeá-lo e dar para alguém no dia dos pais? Acho que não”, disse.

Linguagem adulta
Desde então, a publicação já ganhou uma versão em áudio, produzida pela Audible.com, a divisão de audiolivros da Amazon, e disponibilizada para download gratuito.

A versão é narrada pelo ator americano Samuel L. Jackson e ultrapassou os cem mil downloads em suas primeiras 48 horas no ar.

Na última semana, o cineasta alemão Werner Herzog leu os versos da obra em um evento promocional na Biblioteca Pública de Nova York e a produtora cinematográfica Fox 2000 comprou os direitos de adaptação do livro para o cinema.

Apesar do sucesso, o livro gerou críticas de pais que consideram a linguagem muito rude e inapropriada, mas segundo Mansbach, a resposta negativa à publicação foi minoritária.

Mesmo assim, o autor diz estar preparando uma versão sem palavrões para as crianças. O livro será lançado no Brasil em julho.

Topo