Comportamento

Site combate estigma de comemorações para nascidos em 11 de setembro

  • Dahlia Gruen / Arquivo Pessoal

    Dahlia Gruen, criadora do site, comemora 16 anos com festa pequena

Um website criado nos Estados Unidos reúne pessoas nascidas em 11 de setembro e combate o estigma de comemorações na data de um dos eventos mais trágicos da história do país.

O site foi criado por Dahlia Gruen, de Boston, que completou dez anos no dia dos ataques. Quando seus pais explicaram a ela o que havia acontecido, a menina começou a perceber que seu aniversário nunca mais seria celebrado da mesma forma. A festa que já estava programada para aquele dia terminou em lágrimas.

Algum tempo depois, ela decidiu criar, com a ajuda do pai, um site para pessoas que tiveram de enfrentar a mesma experiência.

Dahlia diz que o objetivo do Birthdayspirit.org é que "as pessoas compartilhem seus sentimentos, recebam e deem conselhos àqueles que enfrentam dificuldades desde que a data mudou de significado, e lembrem o bem que também nasceu nesse dia".

Ela já foi contactada por centenas de pessoas que também tiveram de enfrentar o tabu de ter algo a comemorar em uma data tão macabra.

Muitos deles disseram nunca mais ter organizado festas de aniversário, enquanto outros escolheram uma data diferente para celebrar.

Um dos internautas escreveu: "É bom estar em contato com pessoas que sabem o que é acordar no seu dia de comemoração ao som de música de funeral no rádio e na TV... Agora, ter um lugar para dividir esses pensamentos me deixa pronto para celebrar meu aniversário."

Uma pesquisa realizada pelo jornalUSA Today mostrou que muitos americanos nascidos na data decidem viajar para fora do país para se afastar do clima de luto.

Homenagem

O website também dá sugestões de como aqueles nascidos em 11 de setembro podem homenagear as vítimas dos ataques, como fazer um bolo para o corpo de bombeiros local ou acender uma vela a mais pelas vítimas.

Este ano, quando completa 20 anos de idade, Dahlia Gruen vai fazer um discurso em sua universidade na cerimônia que marcará os dez anos dos ataques.

No Birthdayspirit.org, ela diz que nunca vai entender porque a data 11 de setembro foi escolhida e que nunca vai entender porque coisas ruins acontecem com pessoas inocentes, mas ela também afirma que sente uma ligação com todos os que nasceram nesse dia.

Dahlia faz ainda uma homenagem a Christina Green, uma menina que nasceu em 11 de setembro de 2001 e que foi a mais jovem vítima de um ataque a tiros no Arizona este ano, que deixou seis mortos e 12 feridos, incluindo a deputada Gabrielle Giffords.

Sobre Christina, Dahlia escreveu: "Como o pai dela disse: ela veio ao mundo 'em um dia trágico e foi embora em um dia trágico'."

Topo