Comportamento

Pais contratam advogada para despejar filho de 41 anos

Um casal italiano procurou uma advogada para convencer seu filho de 41 anos a sair de casa, segundo a mídia italiana. Os pais, que vivem em Veneza e não foram identificados, dizem que seu filho tem um bom emprego, mas se recusa a se mudar e exige que suas roupas sejam lavadas e passadas, e suas refeições, preparadas para ele.

O casal decidiu procurar a ajuda de uma associação de defesa do consumidor, a Adico, após descobrir que a organização lidava com dezenas de casos parecidos.

A advogada Andrea Camp diz ter enviado uma carta ao filho avisando que, se ele não deixasse a casa em seis dias, ele teria de enfrentar uma ação na Justiça. Caso ele não responda ao pedido, os advogados pedirão que um tribunal de Veneza conceda uma medida de proteção para os idosos, impedindo que o filho chegue perto deles.

"Não aguentamos mais", o pai teria dito a jornais locais. "Minha esposa está sofrendo de estresse e teve de ser hospitalizada."

Tendência nacional

Os pais alegam que o filho não tem nenhuma intenção de se mudar e, segundo alguns relatos, ele também teria se tornado agressivo.

Na Europa, os italianos estão entre aqueles que demoram mais tempo para sair da casa dos pais. Uma pesquisa divulgada em 2009 pelo Instituto Nacional de Estatísticas da Itália indica que sete entre dez italianos com idades entre 18 e 39 anos ainda vivem com a família.

No ano passado, um ministro italiano, Renato Brunetta, propôs que fosse criada uma nova lei para forçar filhos adultos a sair da casa dos pais.

Segundo Brunetta, os filhos deveriam ser obrigados a deixar a casa dos pais aos 18 anos de idade, mesmo que por força da lei.

Topo