Últimas de Estilo de vida

Maneiras festivas de servir os básicos em festas em casa

CHRIS CAMPOS
Colaboração para o UOL

A receita para preparar uma boa festividade doméstica começa com a escolha do tema. Festas temáticas sempre são mais fáceis de administrar. Mas isso não quer dizer que você tenha de fazer, necessariamente, uma festa à fantasia. Nem pense nisso! O tema pode estar na comida, num momento especial da sua vida ou na simples escolha de um tema engraçado, que tenha a ver com você e com seus amigos.
  • Chris Campos/UOL

    Mosaicos de gelatinas servidos em pequenos copos são práticos e festivos


Assim, uma festa pode começar com a escolha do cardápio, que já vai render uma cenografia condizente com os pratos servidos e com a música. Um exemplo? Você acorda com vontades infantis. De repente tem vontade de comer brigadeiro, bala de coco, bolo de laranja com coco embrulhado no papel alumínio e, voilá!, já tem um tema na cabeça para começar a festejar. Um segredo de sucesso é fugir do literal. E servir os básicos festivos de um jeito diferente. Quer ver como é fácil?

Gelatina de festa de criança pode ser servida em eventos adultos. Não a gelatina simplesinha, do tipo misturou com dois copos de água e pronto. Mas um mosaico de gelatina, incrementado com sabores variados e um pouco de creme de leite, rende uma sobremesa ótima para jantares entre amigos já crescidinhos. É só substituir o copinho de plástico por modelos sortidos da sua coleção, escolher uma bandeja bonita para levar à mesa e está tudo resolvido.

Bolinho molhado, daqueles que costumávamos comer nas festinhas de aniversário da escola, embrulhados em papel alumínio, também ganham ares de comemoração para maiores com o devido cuidado. Recheie forminhas de papel próprias para assar cupcakes com pequenos quadrados do doce já pronto. Com quase nenhum trabalho você fez uma sobremesa de sabor nostálgico que cai bem em qualquer ocasião festiva.

Noites regadas a drinks também pedem inovações. Em vez de servir a caipirinha tradicional (cachaça + frutas + açúcar + gelo), mergulhe um picolé de frutas em cada copo e acrescente uma dose da bebida. Em segundos você ganhou pontos no quesito festeira profissional e ainda economizou tempo, já que o picolé substitui o gelo, o açúcar e a fruta. Outro dia fui à um evento em que foram servidas caipirinhas de vodca com algodão-doce. Ok, é um pouco mais complexo encontrar algodão-doce do que picolé, mas o resultado dessa invenção, assinada pelos craques da Drink Design, é inacreditável: o algodão-doce derrete em segundos na bebida, que, além de linda, é uma delícia.
Brunchs em casa também pedem capricho extra. Assim, em vez de preparar panquecas convencionais, todas redondas, invente moda com moldes de cortar massas. Pilhas de panquecas em formato de coração ou de flores, cobertas com geléia de frutas ou mel é um prato desses que dão gosto de ver e de comer.

Servir sopinhas em xícaras como entrada em um jantar e rechear bandejas com porções individuais de amêndoas, nozes, amendoins e castanhas já temperadas, servidas em saquinhos, são outras idéias que funcionam bem em dias de festa. Na hora do sorvete, lembre-se dos tempos de criança mais uma vez. Em vez de servir em taças a sobremesa clássica da categoria "não tive tempo de preparar nada especial", compre casquinhas de sorvete e oferte a iguaria recheada com bolas de sorvete combinadas ao gosto do "freguês" aos convidados - sem medo de libertar o sorveteiro de parque de diversões que existe em você.

Abaixo você confere três das receitas citadas acima para repetir em casa.

Bolo molhado de laranja e coco
Capirinha de picolé
Mosaico de gelatina

Chris Campos é jornalista e editora do site Casa da Chris
Topo