Vídeos

Da moda à decoração, laranja se confirma como a cor do Verão 2012

Delson Silva/AgNews; Milene Cardoso/FolhaPress e AFP
As famosas e o laranja da temporada: Carolina Dieckmann aproveita o verão na Praia da Barra com o biquíni da cor; Camila Pitanga e seu longo esvoaçante nos corredores da São Paulo Fashion Week, e o make laranja de Scarlett Johansson. imagem: Delson Silva/AgNews; Milene Cardoso/FolhaPress e AFP

Dolores Orosco e Mariana Pastore

Do UOL, em São Paulo

Famosa por seu sistema de cores e referência para a indústria gráfica, a empresa americana Pantone decretou que 2012 é o ano do “tangerine tango” – laranja intenso, descrito como “sofisticado, dramático e sedutor”. A aposta vem se confirmando neste verão: da moda à decoração, tudo parece estar tingido pela cor.

“O laranja veio para substituir o turquesa que estava em alta na temporada passada”, explica o designer Ronald Scliar Sasson, da empresa gaúcha de decoração Estúdio Penso. “É uma tonalidade que pode ficar por muitos anos na casa, sem soar datada. Fecha bem em ambientes com piso bege, marrom ou porcelanato branco”.

Na moda, o aspecto “vai bem com tudo” do laranja é destacado pela stylist Manu Carvalho. “É uma cor vibrante, mas neutra. Não é totalmente feminina, nem masculina”, opina.

“Nos desfiles do Verão 2012 no Brasil, a cor apareceu como supertendência”, diz Manu, citando grifes como Colcci, Filhas de Gaia e Coven. “Mas é claro que tudo começou lá fora”. 

Entre as grifes internacionais que dispararam a onda laranja, Dior, Marc by Marc Jacobs e Martin Grant são as precursoras segundo o portal americano WGSN, catalizador de tendências e consumo. No entanto, além das passarelas, as celebridades têm contribuição na tarefa de transformar uma cor em desejo geral.

Carol Althaller, relações públicas do WGSN, cita como “imagens fortes” o longo Lanvin usado por Beyoncé durante o anúncio de sua gravidez em premiação da MTV americana, em agosto, e o modelo curtinho Prada de Gwyneth Paltrow no Festival de Cinema de Veneza, em setembro. “O laranja foi uma cor presente nos tapetes vermelhos de 2011. Publicamos até um levantamento sobre as famosas que usaram a cor”, conta.

Rescaldo do color blocking

Além da moda e da decoração, a indústria da beleza também está de namoro firme com o “tangerine tango”. “O laranja veio com o cítrico e ‘color block’ das passarelas de 2011”, diz o maquiador Celso Kamura, o preferido da presidente Dilma Rousseff.

“As mulheres podem abusar desta cor no batom ou no blush, mas nunca os dois ao mesmo tempo”, recomenda. “As mais ousadas podem até investir em um delineador nesse tom”.

Além da maquiagem, os esmaltes alaranjados entraram na lista dos mais pedidos dos salões. Roberta Resende, dona do salão paulistano Unhas e Cores, diz que a procura aumentou em dezembro passado.

“Até as mulheres mais velhas, que antes tinham receio, estão tomando coragem para usar um laranjinha”, conta a empresária. “Os das marcas Butter London, O.P.I., Dior e Essie são os que têm mais saída”.

Até quando o “fator laranja” seguirá como mania, é difícil responder. De qualquer forma, a cor tem lá seus benefícios. “É uma tonalidade que representa transformação e desejo de transição para algo novo”, explica a psicóloga Elaine Marini, autora do livro “Cromoterapia”. “No tratamento com as cores, o laranja é sinônimo de estímulo e alegria, benéfico até no combate à depressão”.        

Topo