Últimas de Estilo de vida

Garota de Ipanema e especialista ensinam boas maneiras na praia

Reprodução/TV Globo
A BBB Kelly descolore os pelos do corpo na casa do reality show; hábito também é comum nas praias imagem: Reprodução/TV Globo

Mariana Pastore

Do UOL, em São Paulo

Quando a garota de Ipanema, cheia de graça, passava num doce balanço, a caminho do mar, ela não usava maquiagem ou bijuterias. Eternizada pela canção de Vinicius de Moraes e Tom Jobim, Helô Pinheiro sabe qual é o comportamento mais adequado à beira-mar.

Atualmente, ela tem uma marca própria de moda praia e conversou com o UOL sobre dicas de etiqueta na areia. Outra entendida no assunto, que ajudou a montar este manual de boas maneiras no verão, foi Sharon Azulay, da Blue Man, que assumiu a direção geral da marca após a morte repentina de seu pai, David Azulay. Sharon cresceu nas praias do Rio de Janeiro e hoje mora em frente à praia do Pepê, na Barra da Tijuca.

Veja dicas para não passar vergonha:

MaquiagemO uso não é aconselhável, pois pode ocupar o lugar do protetor solar (indispensável) e derreter no calor -além de ser cafona quando aplicada em excesso. As mulheres que não conseguem ficar sem uma corzinha podem optar por um batom. Já o perfume traz risco de irritação à pele. É melhor evitar
PlataformaChinelo com plataforma não combina com praia. Ele não é prático para andar na areia fofa e ainda é um peso que a mulher tem que arrastar. Prefira rasteirinhas para ficar mais à vontade e guarde a plataforma para o restaurante após a praia
BijuteriaAnéis, pulseiras e colares podem deixar marcas estranhas de sol no corpo. Durante um mergulho no mar, os acessórios de valor também correm o risco de ficar para Iemanjá. Por isso, é melhor evitá-los. Opte por óculos escuros ou acessórios simples, com motivos marinhos
Sunga brancaMuita gente tem preconceito, mas a peça também tem seu valor. Não é qualquer homem, porém, que pode usá-la. É preciso ter um corpo bonito e ao menos um pouco bronzeado. Forro duplo também é imprescindível
Música altaNinguém é obrigado a escutar a música do "vizinho de areia". Afinal, cada um tem seu próprio gosto. A praia é um espaço público, mas a privacidade deve ser sempre respeitada. As pessoas costumam frequentar a praia para relaxar e não para escutar a música dos outros
"Farofa"Levar comida de casa é uma prática mais aceita para quem tem casa de veraneio. Nas praias urbanas, como Ipanema, Leblon e Barra, no Rio, as pessoas se contentam com alimentos vendidos localmente, como sorvete, biscoitos e chá-mate. De um modo ou de outro, é necessário selecionar o que comer, pois o calor intenso pode estragar os produtos que não estejam em condicionamento adequado
IsoporTambém não é uma prática comum em praias urbanas, onde há barracas que vendem cerveja e caipirinha. No entanto, pode ser uma questão de economia, para quem não quer gastar muito. Mas atenção: as latinhas e os copos plásticos nunca devem ser abandonados na areia
Água oxigenada"Faça isso no banheiro de casa, por favor!", aconselha Sharom. As mulheres não precisam dividir o momento de clarear os pelos com as outras pessoas que estão na praia. Trata-se de uma falta de respeito à própria privacidade

 

Topo