Últimas de Estilo de vida

Estudo finlandês recomenda proibição de venda de cerveja forte

JUSSI ROSENDAHL

HELSINKI (Reuters) - Pesquisadores finlandeses estão recomendando que cerveja e outras bebidas com mais de 3,5 por cento de teor alcoolico sejam banidas de mercados para conter mortes ligadas ao consumo de álcool.

O estudo realizado em conjunto por três institutos apontou que a restrição na disponibilidade de bebidas altamente alcoolicas na Alko, a loja de bebidas de monopólio estatal, teria salvado cerca de 350 pessoas por ano de mortes ligadas ao álcool.

Cerca de 3.000 pessoas morrem na Finlândia todo ano por causa de doenças ou incidentes relacionados ao consumo de álcool.

A proibição sugerida seguiria os moldes da vizinha Suécia em 1977, que ajudou a evitar mortes. O limite atual da Finlândia para conteúdo alcoolico nos mercados é de 4,7 por cento.

O estudo divulgado nesta quinta-feira descobriu que o consume de álcool na Finlândia é agora altamente problemático, tendo triplicado de 1968 a 2009, com a quantidade estimada de álcool puro consumido por pessoa em cerca de 10,2 litros por ano. As mortes causadas pelo consumo também triplicaram.

Qualquer ação para reduzir o conteúdo alcoolico das cervejas nas lojas reduziria o consumo total em 9 por cento, disseram os pesquisadores.

Topo