Últimas de Estilo de vida

Cervejaria vê dificuldades nos mercados dos EUA e da Europa

Reuters
Funcionário trabalha em fábrica da cervejaria SABMiller, em Golden, nos EUA imagem: Reuters

Londres - A cervejeira SABMiller reclamou do mercado árduo na Europa e América do Norte e alertou que as condições podem ficar difíceis no curto prazo porque os consumidores sob pressão em mercados maduros estão economizado em bebida.

A segunda maior fabricante de cerveja do mundo e produtora de Miller Lite, Peroni e Grolsch ficou perto de atingir as previsões com uma alta de 11 por cento no lucro do primeiro semestre, ajudada pela grande presença em mercados emergentes, em que as crescentes vendas estão compensando o consumo menor em outros lugares.

O presidente-executivo Graham Mackay alertou que as economias titubeantes e a instável confiança do consumidor estão afetando o consumo de cerveja na Europa e nos Estados Unidos, onde os consumidores estão enfrentando alto desemprego e perspectivas pessimistas de crescimento econômico.

Mais de 80 por cento dos lucros da companhia vêm de mercados com rápido crescimento, mas os ganhos caíram na Europa e nos Estados Unidos, já que o grupo vendeu volumes estáveis na primeira região e menos na segunda.

O lucro ajustado por ação da companhia sediada em Londres foi de 1,033 dólar por ação no semestre até setembro, abaixo da previsão de 1,039 dólar de uma pesquisa feita pela SABMiller e de 1,035 em uma da Thomson Reuters I/B/E/S.

A companhia disse que aumentará os dividendos do primeiro semestre em 10 por cento, para 0,215 dólar.

Topo