UOL Estilo UOL Estilo

04/07/2008 - 17h44

Conheça dicas para comprar móveis usados e veja roteiro em São Paulo

CHRIS CAMPOS
Colaboração para o UOL

Chris Campos/UOL

Poltrona antiga pode ser recuperada com estofado novo, como essa do Forja Antiquário

Poltrona antiga pode ser recuperada com estofado novo, como essa do Forja Antiquário

Num momento em que ser ecologicamente correto conta muitos pontos, nada mais adequado do que aderir ao lema também em casa. Investir em móveis e objetos de decoração de segunda mão é uma maneira simpática de poupar árvores e, de quebra, garantir um toque charmoso na decoração. Isso não significa, porém, que você vá gastar menos. Foi-se o tempo em que móveis usados eram comercializados a preço de banana. Esse é um nicho de mercado que tem crescido quase desgovernadamente em cidades como São Paulo e Rio de Janeiro. A procura é grande e, por isso, os preços foram aumentando de acordo com o entusiasmo do consumidor em levar para casa um móvel de época.

Antes de encarar esse tipo de consumo, também é bom estar ciente de que são muitas as opções e inúmeras as maneiras de consumir móveis antigos. O bairro de Pinheiros, em São Paulo, é um dos que mais concentra lojas de móveis e acessórios antigos. Na Rua Cardeal Arcoverde, por exemplo, o garimpo de móveis é farto. Na feira da Praça Benedito Calixto, que acontece aos sábados, há móveis, mas também muitas miudezas: bules, xícaras, brinquedos... A Rua João Moura é outra que concentra bons endereços para um consumo retrô. Pontos famosos na cidade também são: o Lar Escola São Francisco (que recebe doações e mantém um bazar permanente na Vila Mariana), a feira dominical do Bixiga, na praça Dom Orione, e as lojas nas cercanias da praça onde acontece a feira.

Em todos esses lugares você pode ser um consumidor de móveis usados. Mas é preciso ficar ligado a certos detalhes que diferem as ofertas de um e de outro lugar. Há lojas que comercializam apenas móveis assinados, como a sofisticada Varuzza. Por lá, todas as peças oferecidas ao consumidor têm procedência nobre, com design assinado por nomes como Sérgio Rodrigues. Nos endereços mais tradicionais, o sortimento e a falta de critério na seleção das peças é o mandamento número 1. Numa mesma loja é possível topar com um sofá incrível e um jogo de pratos Duralex todo riscado... Mas essa é a parte que garante a farra na hora de garimpar as peças. Galpões como o 1416, o Cleo Antiguidades e o Bazar Samburá (do Lar Escola São Francisco) são recheados de peças em estados de conservação variados - que vão do realmente velho ao velho reciclado. E é justamente por conta da mistura que você consegue encontrar peças com preços mais camaradas. Já em redutos afamados na cidade, como a Cardeal Arcoverde, encontrar peças baratas é uma missão quase impossível. Uma mesa Luis XV, por exemplo, não custa menos de R$ 2 mil se tiver passado por algum processo de restauração. Móveis originais, com lascas, sem verniz e que têm a idade denunciada pela aparência, geralmente são vendidos 20% mais baratos - o que não chega a ser uma barganha...

Chris Campos/UOL

Chris Campos/UOL

A loja Varuzza é especializada em móveis antigos, mas só se tiver alguma assinatura valiosa no design das peças


Mas é fuçando que se encontram os verdadeiros achados. Se na parte da frente das lojas de móveis usados você avista as peças mais glamourosas, é nos fundos - onde ficam amontoadas as peças sobressalentes -, que o garimpo é melhor. E para garimpar melhor, você precisa saber que:

1. Algumas lojas vendem produtos realmente confeccionados há anos. Outras misturam réplicas de gosto duvidoso ao acervo vintage. Portanto, se quiser uma peça autêntica, investigue com o vendedor a procedência e procure indícios na peça que garantam sua originalidade, como etiquetas ou o tipo de madeira empregada.

2. Caso invista em uma peça não-restaurada, verifique o que você pode fazer por ela com as próprias mãos. Pequenas lascas podem ser resolvidas com a aplicação de massa corrida especial para madeiras e uma boa pintura à base de tinta esmalte ou spray.

3. Já peças muito trabalhadas e que apresentem rachaduras profundas são mais difíceis de consertar. Mas você também pode apelar para os serviços de restauração ofertados pela loja.

4. Peças ou estofados com microfuros perfeitamente redondos denunciam a presença de cupins. Só leve para casa se você realmente amou o móvel e previna-se com a aplicação de produtos anticupins - para evitar que os bichinhos destruam sua casa inteira.

5. Espelhos com manchas são comuns em lojas de móveis antigos, o que pode ter um efeito bacana na decoração. Já espelhos rachados, nem pensar. Se a moldura valer a pena, negocie um bom desconto com o vendedor e certifique-se da possibilidade de trocar o espelho danificado por outro novo. Vidros bisotados, por exemplo, são muito difíceis de ser reproduzidos com perfeição hoje em dia.

6. Nem tudo o que é antigo é considerado antiguidade. Antiguidade é vendida em antiquários certificados, que garantem a procedência e a autenticidade das peças - e, justamente por isso, são peças muito caras. Em brechós você vai encontrar peças antigas, só isso.

7. Sofás, poltronas e cadeiras com estofados puídos ou rasgados valem o investimento dependendo da estrutura do móvel. Se você adorou, leve as peças para um bom tapeceiro e recicle-a com um tecido do seu gosto - o efeito visual da estrutura antiga com um tecido supermoderno é dos mais simpáticos.

8. Não tenha medo de barganhar preços nas lojas. Quase sempre consegue-se descontos depois de uma boa conversa com o vendedor.

Chris Campos é jornalista, editora do site Casa da Chris

SERVIÇO:
Anos Dourados Antiguidades - Rua Matheus Grou, 462, Pinheiros, tel.0/XX/11 3032-7001
Cleo Antiguidades - Rua Cardeal Arcoverde, 1673, Pinheiros, tel. 0/XX/11 3031-8750
Forja Antiquário - Rua Cardeal Arcoverde, 1479, Pinheiros, tel. 0/XX/11 3812-1296
Fred Móveis Antigos & Decorações - Rua Cardeal Arcoverde, 1331, Pinheiros, tel. 0/XX/11 3097-9868
Galpão 1416 - Rua João Moura, 1416, Pinheiros, tel. 0/XX/11 3873-8099
Lar Escola São Franscico (Bazar Samburá) - Rua França Pinto, 783, Vila Mariana, tel. 0/XX/11 5908 7899 www.lesf.org.br/bazar
Maria Jovem - Rua João Moura, 1019, Pinheiros, tel. 0/XX/11 3088-1396
Minha Avó Tinha - Rua Itapicuru, 766, Perdizes, tel. 0/XX/11 3865-1759
Varuzza - Rua João Moura, 499, Pinheiros, tel. 0/XX/11 3898-0458

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host