Vida saudável

Viver com menos inspira debate sobre consumo racional na Virada Sustentável

Ricardo Matsukawa/UOL
Roda de conversa "viver com menos" debateu sobre estilo de vida consciente no segundo dia da Virada Sustentável 2016 imagem: Ricardo Matsukawa/UOL

Ana Elisa Faria

Colaboração para o UOL, em São Paulo

Consumir apenas o necessário, trocar, ter mais tempo para cultivar as relações e voltar a vivenciar atividades simples, porém, prazerosas. Essas foram algumas questões discutidas na roda de conversa "viver com menos", que ocorreu na noite desta sexta-feira (26) no CEU Butantã, durante a Virada Sustentável 2016.

O evento, promovido pelo coletivo Imagina, cujo propósito é ativar o potencial transformador das pessoas para que cada uma ajude a deixar o mundo melhor, teve participação de Marina Colerato, 29, fundadora do site Modefica, focado, principalmente, no feminismo e na moda consciente.

Ao abrir o papo, Marina pediu para que o público, composto de jovens, não olhasse para o [ter] pouco de forma negativa. "O menos dá espaço para você ser mais como indivíduo. Somos muito mais do que as coisas que temos", disse.

A fala chegou a emocionar uma das participantes. "O mundo hoje está tão corrido que tentamos suprir a falta de tempo comprando um brinquedo caro, uma roupa cara. Mas falta o básico, a essência das coisas", afirmou a estudante Lívia da Silva Mota, 31, que tem filhos de seis e dois anos. 

Ricardo Matsukawa/UOL
Participantes do debate colam lambe-lambes com frases inspiradoras sobre o tema "viver com menos" imagem: Ricardo Matsukawa/UOL

Ela se lembrou da infância simples, mas feliz. "Eu brincava na rua com os meus amigos, contando as pedrinhas do chão e me divertia assim. Hoje, meus filhos já mexem no smartphone, no tablet. Então, ouvir sobre o menos, me deu um empurrão para tentar fazer diferente. Percebi que ainda há tempo de proporcionar a eles coisas mais leves, como jogar queimada ou fazer um piquenique no parque Villa-Lobos, por exemplo".

Muitos dos presentes compartilharam experiências relacionadas ao universo sufocante do consumo desenfreado e das questões relacionadas ao ter [objetos, acessórios, automóveis...] antes do ser [alguém].

Larissa Dionísio, 26, membro do Imagina, encerrou o encontro, que aconteceu em uma sala de aula, com uma pergunta: "como dar o primeiro passo para mudar essa situação?". Ela acredita que cada um pode fazer o seu melhor, do seu jeito, para chegar a um estilo de vida consciente.

Ao fim do debate, os participantes colaram lambe-lambes em paredes do centro educacional da zona oeste com dizeres inspiradores, como "menos coisas, mais pessoas", "viver com menos te faz mais" e "essência maior do que aparência".

topo