Vida saudável

10 alimentos que já foram moda da alimentação saudável

Do UOL, em São Paulo

O que a ração humana, a goji berry e o tofu têm em comum? Bastante diferentes entre si, os três já fizeram parte de um seleto grupo de alimentos que em algum momento ocupou o posto de queridinho das dietas.
 
Abaixo, saiba mais sobre esses e outros ingredientes que passaram pelo vaivém da alimentação saudável.

Queridinhos das dietas

  •  Eduardo Anizelli/Folha Imagem - 04.09.2008

    Açaí

    Famoso principalmente na região Norte, este fruto roxo já teve seu posto de rei das dietas em vários cantos do país. De grande valor nutricional, o açaí tem propriedade antioxidante e é capaz de reduzir riscos cardiovasculares e neurológicos. Apesar de ter grande valor calórico, ele pode ser usado para auxiliar na perda de peso. Também possui fibras, lipídeos, proteínas, minerais e vitaminas.

    Imagem: Eduardo Anizelli/Folha Imagem - 04.09.2008

  • Getty Images

    Batata-doce

    Conhecida como "carboidrato do bem", esta raiz tuberosa, antes queridinha de atletas e fisiculturistas, tornou-se aliada também dos regimes de emagrecimento. Com baixo índice glicêmico, ela libera energia gradualmente no organismo, aumentando a sensação de saciedade. Também é fonte de vitamina C, fósforo e potássio.

    Imagem: Getty Images

  • iStock

    Biscoito de arroz

    Ele chegou há pouco, mas já virou melhor amigo da alimentação saudável. Estes biscoitos, que podem servir como substitutos do pão, não têm glúten (o atual vilão das dietas), tem baixo teor de gordura e poucas calorias.

    Imagem: iStock

  • Thinsktock

    Chá de hibisco

    Feita a partir do cálice da flor de hibisco, a bebida (de gosto mais ameno do que o amargo chá verde, outro protagonista de regimes famosos) já foi sensação no universo das dietas para perda de peso, pois seu consumo melhora a aparência da pele, estimula a queima de gorduras, tem ação diurética e controla a pressão arterial.

    Imagem: Thinsktock

  • Thinkstock

    Chia

    Semente andina rica em fibras, a chia infla e prolonga a sensação de saciedade quando entra em contato com a água. Ela também ajuda a regular o trânsito intestinal e é eficaz na prevenção e diminuição do risco de problemas cardiovasculares, colesterol, diabetes, pressão alta e obesidade.

    Imagem: Thinkstock

  • Thinkstcok

    Goji berry

    Esta frutinha vinda do sul da Ásia se popularizou no Brasil em meados de 2014 e é mais conhecida por aqui na versão desidratada. Rica em fibras, o que prolonga a sensação de saciedade e faz o intestino trabalhar melhor, e em substâncias antioxidantes, tem ação anti-inflamatória, alto índice de vitamina C, proteínas, ferro e zinco.

    Imagem: Thinkstcok

  • Promperu

    Maca peruana

    Em 2012, este tubérculo amarelo de formato semelhante ao do rabanete chegou ao país com status de superalimento. Originário dos Andes, ele tem elevado valor nutricional, alto teor de carboidratos e muitas fibras. Rico em ômega 3, evita problemas cardiovasculares e ajuda a regularizar os níveis do colesterol. A maca ajuda, ainda, a combater o inchaço do corpo e à sensação de saciedade.

    Imagem: Promperu

  • Reprodução

    Ração humana

    Feito de cereais e fibras (como farelo de trigo, semente de linhaça, aveia, gergelim e levedo de cerveja), este composto alimentar já foi febre das dietas. Seu nome e sua comercialização, no entanto, foram proibidos pela Anvisa em 2011. Apesar de possuir um bom número de nutrientes e ajudar em regimes de emagrecimento, se ingerido no lugar de refeições pode ter efeito inverso.

    Imagem: Reprodução

  • Getty Images

    Tapioca

    Bastante comum no Norte e Nordeste brasileiro, a tapioca chegou há algum tempo às demais regiões do país e ficou de vez. Embora seja pobre em fibras, ela é pouco calórica --duas colheres de sopa de goma de mandioca hidratada possui em torno de 70 calorias--, tem baixo teor de sódio e é livre de glúten.

    Imagem: Getty Images

  • Karime Xavier/Folhapress

    Tofu

    Conhecido como queijo de soja, este alimento integra as receitas orientais há séculos e o menu de vegetarianos e veganos há bastante tempo. Não demorou muito e o tofu também entrou para o hall das comidas que auxiliam nas dietas, principalmente por seu valor calórico: uma fatia média do ingrediente possui 30 calorias. Ele também não possui gordura saturada nem colesterol e é uma boa fonte de minerais, como ferro, fósforo, potássio e sódio.

    Imagem: Karime Xavier/Folhapress

Topo