Vida saudável

Diferentes profissionais podem auxiliar na prática de atividades físicas

iStock
Diversos especialistas são capazes de ajudar no acompanhamento dos exercícios imagem: iStock

Do UOL, em São Paulo

Você decide iniciar a prática de exercícios, procura um especialista para fazer o check-up, descobre que está com a saúde em dia, compra roupas adequadas e pensa: e agora, quem poderá me ajudar? O coach, o profissional de educação física, o fisiologista, o médico do esporte ou o personal trainer?

Todos eles estão aptos para auxiliar quem deseja se exercitar. No entanto, essas profissões têm diferenças.

Ivan Pacheco, diretor da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte (SBMEE), e Patricia Mezadri, membro da Sociedade Brasileira de Personal Trainers (SBPT), explicam, abaixo, quais são elas.

Quem faz o que

  • Coach de saúde

    Este profissional geralmente é formado em educação física e, posteriormente, faz cursos específicos para se tornar coach (treinador em inglês) de saúde. De acordo com Patricia Mezadri, esses técnicos têm um olhar mais abrangente e trabalham ao lado de uma equipe multidisciplinar, que pode reunir psicólogos, nutrólogos e nutricionistas. "Enxergamos o aluno de forma global. Fazemos uma espécie de assessoria de bastidores, em que observamos não só o treino, mas aspectos diversos da vida da pessoa, como autoestima e alimentação, por exemplo", diz.

  • Profissional de educação física

    Formado em educação física, ele pode ter feito licenciatura e, assim, dar aulas em escolas, ou ser bacharel e trabalhar em locais como academias, clubes ou na área de recreação. No entanto, para exercer a profissão --que visa, sobretudo, a orientação da preparação física do indivíduo--, é necessário, além do diploma de uma instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), ter o registro no Conselho Regional de Educação Física (CREF).

  • Fisiologista do exercício

    Segundo o médico Ivan Pacheco, qualquer profissional da área da saúde, como educadores físicos e fisioterapeutas, pode se especializar em fisiologia do exercício. O fisiologista atua com equipes esportivas competitivas profissionais --a exemplo de times de futebol--, no entanto, ele também pode estar em academias, clínicas de estética e laboratórios de pesquisa em atividades físicas e esportivas.

  • Médico do esporte

    Ivan Pacheco explica que este profissional estudou medicina e, depois, fez uma especialização em medicina do esporte. No consultório desses especialistas, passam atletas de alta performance, mas também iniciantes e não-atletas. Eles têm o olhar voltado tanto à prática esportiva como à qualidade de vida. Ao analisar as condições do paciente (após a realização de exames clínicos), o médico do esporte vai indicar a atividade física que trará mais benefícios para a saúde e o bem-estar desse indivíduo.

  • Personal trainer

    O treinador pessoal já se formou em educação física e fez especializações variadas. Para a coach, personal trainer e fisioterapeuta Patricia Mezadri, esse profissional costuma ter ampla bagagem. "Ele é capaz de elaborar e supervisionar treinos personalizados criados segundo a necessidade de cada aluno", afirma.

Topo