Vida saudável

Saiba como fazer boas escolhas no restaurante por quilo

iStock
Restaurante por quilo imagem: iStock

Do UOL, em São Paulo

Quem quer emagrecer sabe que não é fácil resistir às tentações que os bufês dos restaurantes por quilo oferecem. Entretanto, tendo força de vontade e montando o prato de maneira certeira, esse tipo de estabelecimento acaba se tornando um grande aliado da dieta.
 
"O self-service pode ser uma ótima opção para quem deseja perder peso, desde que a pessoa saiba fazer boas escolhas e não exagere nas quantidades", afirma Fabiana Honda, nutricionista da PB Consultoria em Nutrição graduada pela Universidade de São Paulo. “Uma vantagem do quilo é a variedade de saladas e a presença de itens saudáveis”, completa.
 
Abaixo, Fabiana ensina a fazer refeições leves no popular quilo.

Mantendo a dieta no self-service

  • Resista aos quitutes

    É preciso ser forte para resistir às tentações do self-service, uma vez que os mais variados --e sedutores-- pratos ficam à disposição do cliente. "Não pediríamos muitos desses alimentos se estivéssemos em um restaurante à la carte, por exemplo. No entanto, no esquema do sirva-se você mesmo, podemos pegar um pastelzinho, uma coxinha, um pedaço de torta, uma batatinha... no final, um pouquinho de tudo pode representar um exagero", alerta Fabiana.

  • Siga a sua própria ordem

    Segundo a nutricionista, a ordem da montagem do prato não importa, mas é fundamental que, ao final, os alimentos estejam presentes de forma equilibrada e balanceada.

  • Divida bem o prato

    Metade do prato deve ser composta por vegetais, especialmente folhas e legumes crus, e um tipo de vegetal cozido. A outra parte deve conter a proteína (carne, frango, peixe ou ovo) e um ou dois tipos de carboidrato.

  • Monte uma salada variada

    Quanto mais variada a salada, melhor. Uma sugestão é fazer um mix de folhas: uma alface e uma folha verde-escuro, como rúcula ou agrião, mais dois tipos de legumes crus --pode ser tomate, pepino, cenoura ou beterraba. Evite conservas, pois são ricas em sódio, e preparações fritas ou muito gordurosas, como legumes à milanesa, tomate seco, frios e queijos. Fuja, também, dos molhos prontos. Em vez deles, tempere a salada com azeite, vinagre balsâmico ou limão.

  • Pegue uma proteína

    Opte por um tipo de proteína, de preferência uma carne magra grelhada ou assada (uma carne vermelha magra, um peito de frango ou um peixe). Evite preparações fritas ou com molhos e cremes, como parmegiana, milanesa e strogonoff.

  • Escolha dois carboidratos

    Neste grupo, também prefira preparações mais simples e evite as mais elaboradas com molho, gratinadas ou fritas. Uma boa opção é a combinação de arroz (pode ser integral, sete grãos ou a quinoa) e feijão ou um tubérculo cozido, como mandioquinha, batata-doce, inhame ou mandioca.

  • Aceita uma bebida?

    Peça, no máximo, meio copo de água sem gás. Muitas pessoas têm o hábito de ingerir líquidos durante as refeições, pois mastigam rápido e acabam empurrando a comida com a bebida. Ao tirar o líquido, você mastiga mais devagar prestando atenção na alimentação e, assim, come menos, além de se sentir mais saciado. É importante, porém, manter-se bem hidratado ao longo do dia para não confundir a sensação de sede com a de fome.

  • E uma sobremesa?

    Não, obrigado! Para quem está fazendo dieta para perda de peso, é recomendado evitar doces e alimentos com alto índice glicêmico preparados com açúcar e farinha branca. Sendo assim, melhor passar longe da mesa de sobremesas.

Topo