Boa forma

Atualizada em 02.11.2012 12h51

Fisiculturista de 93 anos cumpre rotina rigorosa de treinos e medalhas

BBC
Charles Eugster deu início a exercícios intensos há seis anos imagem: BBC

O britânico Charles Eugster, de 93 anos, parece um super-herói nonagenário quando coloca sua roupa de lycra de ginástica.
O ex-dentista começou a fazer fisiculturismo há apenas seis anos, quando já tinha 87 anos.

Ele brinca ao dizer que um dos motivos que o fizeram começar a malhar em uma idade avançada foi que ele queria ''virar a cabeça das meninas sensuais de 70 anos na praia''

Mas a verdade é que, decepcionado com o fato de que ele estava engordando, Eugster entrou em uma academia de fisiculturismo e lá resolveu contratar os serviços de um ex-Mister Universo como seu treinador particular para ficar em forma.

Seu treinamento vigoroso já rendeu dividendos. Desde que deu início ao seu treinamento de fisiculturismo, ele já venceu diversos títulos mundiais e recebeu várias medalhas de provas de remo.

Em um recente campeonato do qual participou, ele realizou 57 paralelas, 50 flexões e 48 abdominais, cada uma destas modalidades em 45 segundos.

Ele não é um completo novato, no entanto. Eugster foi um remador durante a juventude.

Rotina sedentária

Mas por 30 anos trabalhando longas horas como dentista, ele não conseguia se exercitar com regularidade e começou a perceber que seu corpo não era mais como ele gostaria que fosse.

''Sou extremamente vaidoso, e percebi que estava engordando'', afirmou.

Claramente mais confiante com a sua aparência atual, Eugster estimula outros idosos que estão tentando romper com hábitos sedentários, mas afirma que o desafio naturalmente é muito maior para aqueles que nunca levaram uma vida esportiva.

''Na minha opinião, qualquer um pode fazer o mesmo. Mas obviamente é como trocar o carro velho por um novo. Se você cuidou de seu carro, o carro novo não vai custar tão caro, mas se você negligenciou o antigo, o preço vai ser maior.''

''Sou da opinião de que não se deve sentir velho demais. Meu corpo está continuamente mudando aos 93 anos. É algo que muda sua aparência, muda sua energia e sua maneira de pensar. Ficar mais velho se tornou para mim um enorme prazer, uma delícia, uma alegria'', comenta.

Steve Iliffe, professor de cuidados a idosos do University College de Londres, adverte, no entanto, que a rotina seguida por Eugster não pode ser acompanhada por todas as pessoas de sua idade.

''Ele é um caso incomum e existe uma pequena minoria da população que pode seguir com esse tipo de atividade vigorosa após os 90 anos, mas essa não é a regra para a maior parte de nós. De forma cuidadosa, nunca é tarde demais para começar a se exercitar, mas é preciso lembrar que existe uma diferença entre exercício e atividade física'', afirma.

''A maior parte das pessoas mais velhas não pratica atividades físicas de forma regular, portanto aumentar a regularidade dos exercícios antes de se passar para um tipo de atividade física pesada'', comenta.

Topo