Boa forma

Técnica que imita movimentos de animais promete gastar mil calorias por sessão

Reprodução/BBC
Australiano criou método de treinamento imitando os movimentos de animais imagem: Reprodução/BBC

Obcecado em perder peso, um australiano inventou um método de condicionamento físico que imita os animais.

A nova moda para emagrecer – o "zuu", uma brincadeira com a palavra "zoo" - já vem ganhando adeptos principalmente na Austrália e no Reino Unido.

O treinamento consiste em fazer exercícios imitando movimentos de animais. "Foi minha esposa quem sugeriu o nome quando viu minhas sessões de treinamento em que eu imitava animais", disse à BBC o criador do método, Nathan Helberg.

"Fazia o gorila, depois rastejava como um urso, aí fazia a iguana, a cobra e todos esses movimentos."

O método de condicionamento incorpora movimentos de 30 animais. Uma das novidades do zuu é não fazer uso de nenhum tipo de aparelho: os movimentos são naturais.

"Eu costumava fazer levantamento de peso e era 26 quilos mais gordo do que sou agora", comentou Helberg. Ele diz que é possível perder até mil calorias em 45 minutos de zuu.

O criador diz que inventou o método a partir de uma rivalidade com o irmão, um ginasta com um preparo físico invejável.

"(Meu irmão) tinha uma forma física excelente. Eu me sentia vulnerável pela falta de movimento. Me sentia muito duro e não gostava daquilo que havia me tornado", contou.

"Comecei a fazer esse tipo de treinamento porque queria muito ganhar do meu irmão."

Alta intensidade

Helberg conta que se inspirou na agilidade e no preparo físico dos animais selvagens para criar o método que o fez perder mais de 20 quilos.

Reprodução/BBC
Segundo treinador, em 45 minutos de zuu é possível queimar até mil calorias imagem: Reprodução/BBC
"Os animas estão em boa forma e são super ágeis nos movimentos. Eu sabia que imitando-os eu conseguiria um bom nível em todos os aspectos, tanto em termos de fortalecimento muscular quanto cardiovascular, de condicionamento físico, perda de gordura, etc", afirma.

Uma sessão de apenas 20 minutos de zuu permite queimar entre 300 e 400 calorias, enquanto uma de 45-50 minutos pode eliminar algo entre 800 e mil calorias.

Além disso, os exercícios trabalham agilidade, flexibilidade e fortalecimento de músculos e articulações.

"O que nem todo mundo percebe é que o zuu é de baixo impacto, ideal para pessoas que não gostam de correr, que têm problemas nos joelhos ou então estão em idade avançada", disse o preparador físico.

"Todas as pessoas podem praticar esse método: ele se adapta às necessidades de cada um. Mas permite a todos queimar uma boa quantidade de gordura, fortalecer os músculos e melhorar a resistência cardiovascular."

Aprendendo com os animais

Reprodução/BBC
Método zuu pode ser praticado por pessoas de todas as idades, segundo Helberg imagem: Reprodução/BBC
O conceito de incorporar os movimentos de animais em sessões de exercício não é exatamente uma novidade, mas a implementação disso como programa de treinamento é algo mais recente e que tem evoluído nos últimos anos.

O zuu nasceu na Austrália, mas também é praticado no Reino Unido. O método deverá chegar à Espanha nos primeiros meses de 2015.

No começo do ano que vem, a técnica também será lançada nos Estados Unidos, onde já existem abordagens similares, como o Animal Flow.

No zuu, os movimentos das 30 espécies incorporam trabalhos aeróbicos e anaeróbicos específicos.

"Além de uma perda considerável de gordura devido à alta intensidade dos exercícios, dizemos que enquanto os homens conseguem aumentar a massa muscular com o zuu, as mulheres conseguem tonificar seus músculos", disse Helberg.

"Elas aumentaram sua força em cerca de 30% com seis a oito semanas de exercícios sem aumentar consideravelmente a massa muscular - o que é importante para as mulheres que, em geral, não gostam de ficar musculosas demais."

Topo