Alimentação

Dieta pós-festas

Isabela Leal e Ana Paula Rafanini

Para o UOL Ciência e Saúde

O que propõe
A dieta pós-festas, também conhecida como desintoxicante, não é feita necessariamente com o objetivo de perder peso, apesar de poder ter esse efeito. Ela é usada principalmente para eliminar os excessos cometidos nos eventos sociais, como abuso de álcool e comidas calóricas.

Normalmente é seguida por um ou dois dias, após a festa, quando se consome apenas sopas, sucos e chás, para obter um efeito diurético – a eliminação de impurezas e toxinas através da urina. Outras opções dessa dieta podem durar até uma semana, dependendo do que a pessoa escolher, porém, a partir de três dias, o cardápio deve ser reavaliado.

“Em geral, a perda de peso com essa dieta, de um ou dois dias, não ultrapassa 1,5 quilo”, explica a nutricionista e biotecnóloga Priscila Machado, de São Paulo. Para ela, essa dieta é válida, e pode ser feita por diversos motivos. “Por ser altamente desintoxicante, ela faz bem quando comemos demais ou exageramos na bebida em alguma festa ou evento. Quase sempre, mesmo sem um motivo especial, ingerimos uma série de toxinas ou abusamos de bebidas. Por isso, essa dieta é rica em chás, sucos e sopas leves, com ingredientes e ervas que auxiliam o metabolismo na limpeza do fígado”, conclui a nutricionista.

Vale lembrar que a dieta pós-festas não é indicada para perder peso, mas sim para limpar o organismo. Mas se a pessoa passou muito dos limites, tanto das comidas quanto das bebidas, ela pode fazer uma dieta de desintoxicação com um cardápio mais rígido e estendido para mais alguns dias. Neste outro tipo de desintoxicação, que pode durar até uma semana é indicado que a pessoa tenha uma alimentação à base de frutas e vegetais, e com poucas proteínas, como o frango e o leite desnatado, por exemplo.

Como é feita
Se a dieta for feita apenas com chás, sucos e sopas, deve durar um dia, no máximo dois. Nesse caso, que prioriza o consumo exclusivo de líquidos, por um ou dois dias, vale tomar suco de couve ou de abacaxi no café da manhã. Suco de melancia na hora do primeiro lanche.

No almoço, sopa de verduras e legumes à sua escolha. Se quiser, inclua três colheres de arroz integral. É o único alimento sólido que pode entrar no cardápio, por ser capaz de limpar e desinchar o intestino.

No lanche da tarde, suco de couve, cavalinha ou abacaxi. No jantar, repita a refeição do almoço; se preferir, bata o arroz junto com a sopa. Antes de dormir, chá de camomila ou melissa.

“Se o programa for seguido por até uma semana, a partir do terceiro dia é melhor incluir alimentos sólidos no cardápio, mas com baixo teor de calorias. A perda ou desinchaço, neste caso, pode ser um pouco maior, de 2 a 3 kg na semana”, explica a nutróloga Zilda C. Carneiro, de Sergipe.

Se seguida por mais de dois dias, os alimentos podem ser leite desnatado no café da manhã, filé de frango ou de peixe no almoço ou jantar, frutas (maça, pêra, melão) ou sucos (com adoçante) e vegetais (com exceção de mandioca, batata, cenoura e beterraba – que contém muita glicose) à vontade.

É recomendado beber muita água durante todo o dia. Detalhe: como as frutas são ricas em fibras, é provável que o metabolismo acelere as funções intestinais do organismo.

Promessa
Essa dieta é aplicada para quem precisa apenas se desintoxicar dos abusos cometidos nas ocasiões especiais. Não é uma dieta indicada para quem quer perder peso, mas pode-se “desinchar” até 1,5 kg, nos casos em que a pessoa segue a dieta apenas com líquidos, durante 1 ou 2 dias. Para quem segue por uma semana, incluindo alguns alimentos sólidos leves no cardápio, a perda pode chegar até a 3 kg.

Contraindicação
Como essa não é uma dieta de emagrecimento, não deve ser seguida por mais de uma semana. “Nas dietas pós-festas, os abusos calóricos não são contrabalançados. Desintoxicação visa a limpeza e o reequilíbrio e não o ajuste calórico do organismo. E muitas vezes, a pessoa faz essa dieta pensando que está perdendo gordura, quando, na verdade, só está eliminando água. Portanto, para emagrecer, ela não é saudável”, detalha Priscila Machado.

Eu Fiz
“Segui a dieta pós-festas por apenas sete dias, mas não optei pelo cardápio de sucos e chás apenas, me permiti comer alguns vegetais. Achei ótimo, principalmente para quem tem intestino preso, o meu funcionou perfeitamente. Mas a dieta não serviu para que eu perdesse peso, perdi sim muito líquido e, como faço massagem redutora regularmente, consegui um resultado melhor nas sessões. Eu seguiria essa dieta novamente, mas nunca por mais de uma semana.”
Camila Gonçalves, 25 anos, gerente de vendas em São Paulo

Você já fez uma dieta desintoxicante? Diga como foi

Topo