Vida saudável

Adolescentes consomem cerca de 2.300 calorias por dia, segundo IBGE

Hanrrikson de Andrade
Especial para o UOL Notícias
No Rio de Janeiro

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou nesta quinta-feira (28) uma pesquisa que mostra que os adolescentes brasileiros (14 a 18 anos) do sexo masculino consomem uma média diária de 2.289 calorias.

Entre as mulheres, o mesmo grupo etário também é o que mais ingere calorias por dia: média de 1.930. Os dados fazem parte da Análise do Consumo Alimentar Pessoal no Brasil, que integra a Pesquisa de Orçamentos Familiares do biênio 2008-2009.

Na divisão territorial, os jovens de 14 a 18 anos da região Norte são os que têm maior ingestão calórica (quase 2.500 kcal/dia), seguidos pelos da região Sudeste (2.421 kcal/dia). Já considerando apenas o sexo feminino, as adolescentes do norte do país também lideram o ranking, com consumo médio de aproximadamente 2.100 calorias por dia.

De acordo com a pesquisa do IBGE, os homens brasileiros - considerando todas as idades - ingerem pouco mais de 2.050 calorias por dia. Já entre as mulheres, o índice é menor: aproximadamente 1800 kcal/dia.

O cálculo da taxa recomendável de ingestão de calorias depende de uma série de variações (problemas de saúde, idade, entre outros), mas os especialistas em geral estipulam uma faixa ideal de 2.000 calorias para pessoas saudáveis, segundo o IBGE. O consumo energético médio da população brasileira em geral variou de 1.490 kcal a 2.289 kcal.

O estudo mostra resultados relativamente positivos em relação ao colesterol. Da participação calórica total, o índice médio de consumo de colesterol não passa de 259 mg/dia entre a população masculina, e 216 mg/dia quanto à feminina.

De acordo com os médicos, quem não tem histórico familiar da doença pode consumir até 300 mg por dia. Já as pessoas que necessitam de controle em relação ao colesterol devem se limitar a 200 mg/dia.

O único grupo etário que conseguiu ficar abaixo da ingestão diária de 200 mg de colesterol foi o das mulheres de 60 anos ou mais (186 mg/dia). Mais uma vez, os adolescentes do sexo masculino estão no topo da lista.

Nutrientes
Entre os jovens de 14 a 18 anos, 28% da energia da dieta consiste no consumo de lipídios. Já para adultos e idosos, esse índice fica em 27%. No que diz respeito à contribuição percentual das proteínas, há uma variação de 15% a 16% entre os adolescentes, e de 16% a 17% para os adultos e idosos.

Já a contribuição calórica dos carboidratos variou entre 54,8% e 57% no grupo dos homens, e entre 56,2% a 57,6% entre as mulheres pesquisadas.

Os valores obtidos para a presença de carboidratos e lipídios no valor energético total atendem às recomendações contidas no Guia Alimentar para a População Brasileira, publicado pelo Ministério da Saúde, que estabelece uma participação de 55% a 75% para carboidratos, e de 15% a 30% para lipídios.

Topo