Vida saudável

Nove em cada dez brasileiras consomem menos cálcio do que o recomendado

Lilian Ferreira

Do UOL Ciência e Saúde
Em São Paulo

 

Já são mais de 10 milhões de brasileiros com osteoporose, doença que afeta os ossos, principalmente em mulheres na menopausa. Seu aparecimento depende da alimentação e estilo de vida, entre outros fatores. E nove em cada dez brasileiras consomem menos cálcio do que o recomendado, um dos itens principais para prevenir a doença, alerta a Campanha Firme e Forte Osteoporose.

A ingestão falta de cálcio e vitamina D são as principais causas para o desenvolvimento da osteoporose. Além disso, o sedentarismo aumenta em seis vezes a chance de ter a doença, segundo o médico Sergio Ragi. Outro fatores de risco são o tabagismo, idade e histórico familiar.

O fósforo e o sódio, presente em alimentos com conservantes, atrapalham a absorção de cálcio pelo organismo, componente essencial para os ossos. Além disso, a vitamina D, que é produzida pelo corpo apenas quando há luz solar, também é essencial.

O brasileiro consome cerca de 400 mg de cálcio por dia, quando o indicado, para adultos é de 800 mg. Para mulheres na menopausa, o número sobe para 1.000 mg. Isso equivale a cerca de 4 porções de laticínios por dia. Outros alimentos ricos em cálcio são: suco de laranja (o mesmo que o leite), brócolis, grãos, nozes, salmão e sardinha.

Já de vitamina D, o ideal é consumir de 10 a 15 mg ao dia, enquanto o brasileiro ingere 2 mg diários. É importante tomar sol, sem filtro solar por 15 minutos todos os dias, antes das 10h ou após as 14h.

Topo