Boa forma

Treino de MMA faz você se sentir o Anderson Silva e ainda queima calorias

Thamires Andrade

Do UOL, em São Paulo

As lutas de MMA (Mixed Martial Arts, em inglês) já são populares nos Estados Unidos há anos, mas foi no ano passado que o esporte começou a ficar mais conhecido no Brasil. Com representantes de peso, como Anderson Silva, Júnior Cigano e Victor Belfort, os brasileiros começaram a procurar academias que oferecessem o treino dos campeões do octógono.

Além de ficar com um bom preparo físico, visto que os treinos não se resumem apenas ao tatame, a luta ajuda também a aumentar a autoestima. "As pessoas ficam fascinadas com os golpes e se sentem bem quando notam que são capazes de fazer os mesmos movimentos dos atletas", conta Rodrigo Siqueira, professor de MMA da Academia Acqua.

A queima de calorias do exercício também é alta, mais de 300 por aula. "Quando o treino é feito por quem já está mais avançado na luta, o gasto calórico aumenta por conta da adrenalina", explica Siqueira.

Não há restrição para começar a praticar a luta. Os treinos são os mesmos para homens, mulheres, crianças e idosos. "No caso de algum problema na perna, nos braços, os treinos também podem ser adaptáveis, sempre com o acompanhamento médico necessário", determina.

Topo