Vida saudável

Aprenda a driblar a gula à tarde com opções saudáveis e pouco calóricas

Por Chris Bueno

Do UOL, em São Paulo

A fome nunca pede licença. Às vezes estamos no meio do trabalho, em uma aula, ou até mesmo no trânsito e aí ela aparece. Ou então bate aquela vontade incontrolável de comer algo bem doce e coberto com chocolate... É muito fácil cair na tentação nessas horas e esquecer a balança, as promessas de Ano Novo ou mesmo as recomendações médicas. Mas então o que fazer para matar a fome sem sair da linha? É só prestar muita atenção no cardápio e escolher snacks saudáveis.

Nutricionistas garantem que o hábito de fazer um lanchinho no meio da tarde ou da manhã é muito saudável – desde que seja feito com certos cuidados. O primeiro dele é lembrar sempre que o lanche não é uma refeição completa e, portanto, não exagerar na quantidade. O segundo é ter em mente que, quando se faz um lanchinho entre as refeições, o almoço e o jantar podem também ter uma quantidade menor, isto é, as refeições passam a ser fracionadas: come-se mais vezes durante o dia, mas em quantidade menores, evitando tanto a sensação de “barriga cheia” quanto a de fome.

O que acontece muitas vezes é que o lanche vem complementar refeições fartas, acrescentando mais calorias à dieta diária e deturpando o sentido de fracionar as refeições (come-se mais vezes e em grandes quantidades).

 

Metabolismo ativo

 

Diminuir o intervalo entre as refeições tem várias vantagens. Um deles é que o metabolismo fica mais rápido, pois se acostuma a trabalhar sempre, o que evita que o organismo acumule nutrientes na forma de gordura. “Os lanches intermediários ajudam a manter a produção de energia constante, auxiliando na manutenção do peso ou no processo de  emagrecimento”, aponta a nutricionista Kelly Cristina, da clínica Equilíbrio Nutricional.

Além disso, o fracionamento das refeições contribui para manter regulado os níveis glicêmicos, ajuda a controlar o apetite para as próximas refeições e facilita a digestão e a absorção dos nutrientes.

O lanche seria, então, um aliado da saúde e até mesmo do processo de emagrecimento. Mas para que ele cumpra corretamente esta função, é preciso ficar de olho nos alimentos escolhidos na hora de fazer uma boquinha. Caso contrário, os laches da tarde e da manhã acabam tendo um efeito contrário ao esperado.

Calorias

Um estudo publicado no periódico científico norte-americano Journal of Nutrition revelou que um quarto das calorias consumidas diariamente vêm dos lanches entre as refeições - número que aumentou 41% nos últimos 20 anos. Isso se deve porque os lanches ficaram não apenas mais populares, mas também mais calóricos.

É fácil sair da linha quando a oferta de produtos é tão vasta, apelativa e acessível. Qualquer posto de gasolina têm uma lojinha de conveniência, a cada esquina é possível encontrar um carrinho de cachorro-quente, até mesmo em algumas estações de metrô é possível encontrar máquinas de salgadinhos ou doces. Esses lanches são, na grande maioria das vezes, rápidos, fáceis e baratos – mas nada saudáveis. E são muito procurados justamente por sua conveniência. É comum até mesmo em escritórios pessoas que fazem das gavetas de suas mesas verdadeiros estoques de guloseimas. Desta forma, os lanchinhos passam facilmente de um hábito saudável para uma mania prejudicial à saúde.

Topo