Boa forma

Dificuldade para perder peso pode ser resultado do estilo de vida da mãe

Do UOL

Em São Paulo

Se você não consegue eliminar aqueles quilinhos a mais, independente da dieta que segue e dos exercícios praticados, a culpa pode ser de sua mãe. Mais um estudo, agora publicado na revista PLoS Medicine, indica que o estilo de vida da mãe durante a gravidez afeta o DNA do bebê e pode determinar se ele será magro ou gordo.

Os pesquisadores destacaram que a dieta que a mãe segue durante a gravidez, bem como a quantidade de exercícios que faz, se fuma, toma bebidas alcoolicas e até quais poluentes é exposta alteram o DNA do feto.

Com base na teoria da epigenética, que investiga a informação contida no DNA, mas não a que constitui a sequência, os cientistas analisaram os genes de crianças com idade entre nove e 11 anos.

Os cientistas analisaram os genes das crianças que estavam acima do peso e das que eram magras, além de amostras de sangue coletados logo ao nascer.

A descoberta foi que em muitos casos, as crianças acima do peso tinham diferentes marcadores no DNA, responsáveis por ativar os genes que levam ao ganho de peso.

Caroline Relton, autora do estudo, afirma que a descoberta sugere que nosso DNA pode ser marcado antes do nascimento e essas marcas podem predizer a nossa composição corporal no futuro.

A pesquisa não identifica a razão de o DNA ter sido alterado ainda no útero, mas pesquisas anteriores apontam que o estilo de vida da mãe influencia.

Topo