Boa forma

Casais que praticam exercícios juntos levam o treino mais a sério

Andressa Dantas

Do BOL, em São Paulo

Praticar esporte é essencial para manter a saúde e o corpo em dia, além de ser uma ótima opção para afastar os efeitos causados pelo estresse diário. Mas iniciar uma atividade física nem sempre é algo muito fácil, e é comum encontrar pessoas que desistiram de treinos por falta de estímulo, tempo ou até mesmo por falta de companhia para encarar os exercícios.

Para aumentar a vontade de praticar esportes, casais têm adaptado suas rotinas para se exercitarem juntos, uma maneira de passar mais tempo em contato (inclusive num Dia dos Namorados que cai em plena terça-feira!) e uma ótima opção de estímulo ao treinamento.

A apresentadora e educadora física Solange Frazão, 49, é apaixonada por atividades físicas e isso não é novidade, mas a bela afirma que pela primeira vez tem o prazer de se exercitar ao lado de um namorado, o preparador físico Luiz André Balcers, 38: “Eu acho maravilhoso treinar com o Luiz. Além de ser meu namorado é meu personal, e durante o treino não falamos apenas sobre a importância de determinado exercício, temos a oportunidade de dar boas risadas, falar sobre coisas nossas e viver momentos muito gostosos juntos”.

Solange garante que atividades físicas são excelentes para deixar o casal mais unido, pois permitem um momento de cuidado com o próprio corpo e com o outro. “Durante o treino o casal aprende a se motivar, a se entender e, além disso, o treino possibilita mais entrosamento, é bom para a saúde e para a performance do casal”.

Para a neuropsicóloga e psicoterapeuta Fabiana Jacopucci, professora da Universidade Anhanguera, a prática de exercícios entre o casal pode criar um vínculo de fortalecimento através da cooperação e cumplicidade. “Casais que criam o hábito de praticar esportes juntos tendem a ter mais paciência, pois desenvolvem o ‘espírito de equipe’ e isso é maravilhoso, pois com o tempo pode-se perceber mudanças significativas não apenas no treino, mas em outras áreas como a vida sexual e o convívio familiar e social em geral”.

A prática esportiva é uma ótima ferramenta para fortalecer a autoestima individual e da dupla, mas é necessário tomar cuidado para que o treino e a busca por resultados não se torne uma cobrança. “Elevar a autoestima é bom pois o casal se torna mais confiante com o próprio corpo e com a relação, porém tudo isso tem que ser trabalhado e encarado de forma prazerosa, não pode se tornar uma cobrança ou uma forma de controlar o parceiro, isso é prejudicial. O casal deve apoiar a busca de resultados e não cobrar”, salienta Fabiana.

Parcerias na vida e nos treinos

Para a assessora de imprensa Sandra Campello, 41, e a musicista Crica Campos, 22, de São Paulo, a atividade física entrou em cena há três semanas, após dois anos de união, com o ideal de cuidar da saúde e do corpo. “Com o casamento, acabamos engordando muito, e sei dos riscos que uma vida sedentária acarreta na minha idade. Malhar juntas é bom pois uma incentiva a outra”, comentou Sandra.

Crica admite sua culpa no excesso de peso do casal: “Sou estudante de gastronomia e adoro cozinhar, daí já viu, né?”, brincou. “Mas percebi que estamos com muito mais disposição para nossas tarefas do dia a dia, para sair com amigos, e a possibilidade de voltarmos ao corpinho do início do namoro é também um grande incentivo para nós duas”.

As atividades físicas também envolvem o relacionamento da jornalista Alice Lima, 29, e do músico Danilo Fraga, 27, há cinco anos. O casal paulista já saltou de paraquedas, viveu aventuras radicais num quadriciclo, praticou rappel, arvorismo e espeleoturismo (exploração em cavernas) e está se preparando para saltar de asa-delta, além de praticar surfe e corrida.

De acordo com Danilo, a confiança e cumplicidade no relacionamento com Alice é em grande parte fruto da atenção e dos cuidados que compartilham também no esporte. “Já passamos muitas situações difíceis juntos, e se não fosse essa relação de parceria, teria sido muito difícil superar. Uma vez caímos sem querer numa correnteza e as ondas estavam bem grandes. Fiquei remando ao lado dela, até cheguei a empurrá-la em algumas tentativas, mas estávamos bem longe da costa, portanto as ondas não levavam...Quando ela conseguiu sair, fiquei esperando até ver que ela estava bem, só depois saí da água. Foi assustador”, lembra.

Sobre o episódio, Alice lembra que no dia ficou pensando que aquilo foi uma atitude de muito companheirismo. “O Danilo é o meu príncipe encantado e naquele momento foi também o meu herói! A gente se diverte muito junto e, ao praticar esportes, aprendemos sempre um pouco mais sobre o outro. Cuidar do corpo e da saúde é uma forma de cuidarmos do nosso relacionamento a longo prazo”.

Ajustar a rotina do casal para praticar esportes traz benefícios não apenas ao corpo, mas também aumenta a qualidade do tempo que os dois passam juntos, pois é normal que um incentive o outro a cuidar também da alimentação. “Quando o casal malha junto provavelmente sentirá a necessidade de adaptar o cardápio e aí está a chave para conquistar rapidamente os resultados desejados, além de oferecer uma melhoria significativa à saúde dos dois”, finaliza Solange Frazão.

Topo