Boa forma

Treinar no inverno queima mais calorias? Não caia nessa cilada

Thinkstock
Segundo especialista, no inverno o corpo queima menos gordura porque precisa dela para se proteger do frio imagem: Thinkstock

Thamires Andrade

Do UOL, em São Paulo

Com a chegada do inverno, muita gente acredita que vai queimar mais calorias ao praticar exercícios do que no verão. Há estudos que confirmam essa hipótese, enquanto outros negam. Especialistas ouvidos pelo UOL não acreditam que o frio influencia no metabolismo.

"Se no frio as pessoas queimassem mais gordura, a população que vive em países próximos dos polos seria magra", exemplifica Saturno de Souza, diretor técnico da Bio Ritmo e educador físico.

A estação, inclusive, pode atrapalhar quem quer manter a forma. "No inverno, o corpo queima menos gordura, pois precisa dela para se proteger do frio. O nosso corpo sabe o que precisa para sobreviver e a proteção térmica é uma delas", completa Luciana Menkel, diretora de operações da Curves e fisiologista.

Além disso, as roupas também costumam esconder o corpo, o que faz com que a percepção da pessoa a respeito de seu corpo mude. "A pessoa não deve se iludir pelo fato de usar uma quantidade maior de roupas sobrepostas no inverno e fingir que nada está acontecendo. Se ela diminuiu o treino e está comendo mais, vai engordar", afirma Souza.

Souza destaca, ainda, que durante a estação a frequência dos alunos na academia diminui. "O que ocorre é que existem coisas mais convidativas do que colocar uma roupa de ginástica, que tem um tecido mais leve e faz a pessoa sentir um frio inicial, como happy hour e outros eventos", aponta.

Recomendações

Para os que perdem o estímulo para sair de casa para treinar, Souza indica colocar peças leves sobrepostas para não sentir o frio inicial. "Assim a pessoa pode ir retirando as peças conforme tiver calor", afirma.

Menkel também alerta para o alongamento e a hidratação. "No inverno, os músculos estão mais duros, então é preciso alongar de forma prolongada para não ter lesões. As pessoas costumam beber menos água no inverno, mas ela é tão importante quanto no verão, pois o corpo precisa do líquido para diversas transformações químicas", afirma.

A alimentação também não deve ser descuidada, mesmo com uma oferta de alimentos mais calóricos durante a estação. "Normalmente as pessoas não querem consumir saladas no inverno, por exemplo, portanto o ideal é que a pessoa ao menos compense esse aumento de calorias no tempo de exercícios físicos que ela pratica", determina Souza.

O cardiologista e médico do esporte do HCor, Nabil Ghorayeb, indica manter a temperatura ambiente em torno de 20ºC e evitar vento frio. “Com o frio, o corpo sofre com as baixas temperaturas e com a vasconstrição periférica, mecanismo que favorece a concentração de sangue nas regiões mais centrais do corpo, deixando as extremidades mais frias. Para que o organismo não sofra no momento do treino ou atividade física o aquecimento prévio, com movimentos leves, facilitam a adaptação do metabolismo no momento do exercício”, completa o cardiologista.

Topo