Vida saudável

Boa forma não previne lesões esportivas, diz estudo

Nicholas Bakalar

The New York Times

Existem boas razões para os atletas universitários entrarem em forma antes do início da temporada, mas um estudo sugere que a prevenção contra lesões não é uma delas.

Pesquisadores canadenses avaliaram a resistência, a força e a flexibilidade de 86 jogadores de hóquei, voleibol e basquetebol de ambos os sexos. Os cientistas também calcularam quanto tempo cada participante passava treinando e competindo, e coletaram informações sobre as lesões dos atletas.

Mais de três quartos dos participantes tinham pelo menos uma lesão e as lesões ocorriam com maior frequência durante os jogos do que nos treinos. Contudo, não houve correlação entre a forma física de um modo geral e o tempo decorrido até a primeira lesão.

Em vez disso, o estudo descobriu que os melhores fatores de previsão de lesão em fase inicial eram ser do sexo feminino e jogar voleibol. O estudo foi publicado no periódico Sports Medicine, Arthroscopy, Rehabilitation, Therapy & Technology.

"Supusemos que a boa forma antes da temporada produziria mais resistência, e estávamos confiantes em relação à eficácia das avaliações – que uma pessoa encontraria em qualquer programa da NCAA (Associação Atlética Nacional Universitária dos Estados Unidos)", afirmou Michael D. Kennedy, principal autor do estudo e professor adjunto de saúde do esporte na Universidade de Alberta. "Ficamos surpresos ao descobrir que o condicionamento não tinha valor preditivo."

As avaliações foram realizadas antes do início da temporada, mas os dados sobre as lesões foram obtidos com os atletas informando fatos passados, técnica que nem sempre produz dados precisos, observou o cientista.

Topo