Vida saudável

Ultramaratonistas dão dicas para quem está começando a correr

Ceres Prado

Do UOL, em São Paulo

A corrida faz cada vez mais sucesso como alternativa barata e simples para manter a forma e perder aqueles quilinhos indesejáveis. As corridas de rua atraem tanto atletas como pessoas que correm apenas pelo prazer de completar a prova, sem se preocupar com o desempenho.

Mas não pense que basta colocar um tênis e sair correndo. Sem um bom acompanhamento médico e de um profissional de educação física, corre pode ser arriscado, causando lesões. Os ultramaratonistas Carlos Dias e Luiz Guilherme Lorenzetto dão algumas dicas para correr com prazer e segurança. 

Para começar a correr, eles ressaltam a importância de se consultar um médico cardiologista, para verificar se está tudo certo com o coração e um ortopedista para verificar se não há nenhum problema que o impeça de correr. Depois disso, o ideal é buscar um acompanhamento de um profissional de educação física, especialmente se você busca desempenho esportivo na corrida.

A corrida tem seus efeitos com a frequência de treino, então é melhor treinar com frequência do que fazer treinos exagerados e não conseguir voltar a correr por dias. O ritmo deve sempre respeitar a individualidade do atleta, corra em uma velocidade que seja possível ainda manter uma conversa.

Carlos Dias comenta que a corrida é natural do ser humano, mas desde pequenos acabamos nos afastando do ato de correr, nos tornando sedentários. Ele explica que para que o treino de corrida seja proveitoso, é preciso recuperar o prazer natural de correr, mantendo o corpo relaxado e a cabeça sem preocupações. 

Os corredores também recomendam um revezamento de pisos, alternando asfalto, terra. grama, areia. Assim a musculatura se desenvolve e a sobrecarga causada pelo asfalto duro é menor. Esta estratégia pode ajudar aqueles que sentem dores na canela ao correr.

Ao final do treino de corrida, lembre de diminuir o ritmo, até caminhar lentamente para só depois parar. 

Os dois atletas correm corridas em terrenos variados com distâncias superiores às da maratona. Ambos se preparam para o Desafio das Serras, em setembro, corrida feita em dupla na Serra da Bocaina, cada atleta correrá um total de 40km em dois dias. Dias também esta organizando um circuito de corridas pelas capitais do país, ele pretende correr 24h em cada capital, percorrendo um mínimo de 80 km por cidade e com no máximo 15 dias de descanso entre as cidades. A primeira corrida será realizada em setembro.

Topo