Vida saudável

Antes de entrar para Casa de Vidro do "BBB 13", Kelly Baron intensificou treino e restringiu a dieta

Thamires Andrade

Do UOL, em São Paulo

Quem passou pelo shopping Parque Santana, em São Paulo, para ver a Casa de Vidro do "Big Brother Brasil 13" teve a oportunidade de conferir de perto as curvas da curitibana Kelly Baron. A morena se preparou por cinco meses para participar do reallity show. "Comecei a malhar com um personal, mas faltando um mês para começar o programa eu intensifiquei ainda mais; ia para a academia todos os dias", conta a morena, que mede 1,78 m de altura e pesa 64 quilos.

Durante esse período, Kelly adotou uma dieta mais restritiva. "Fiquei sem comer doces, sem o 'dia do lixo', sem bebidas alcoólicas e quase zerei os carboidratos, mas comecei a ficar muito mal-humorada e voltei a comer os integrais", admite a morena, que evitou sair para baladas e aniversários durante esse período para resistir às tentações.

Mesmo antes de começar a dieta mais restrita, Kelly sempre se alimentou bem. "No almoço eu como arroz integral, um grelhado, como frango ou salmão, e muitos legumes e saladas. No jantar também repito a combinação, só que sem o carboidrato, pois não como nenhum à noite", explica. Como não gosta de refrigerante, ela também toma muita água e chá verde. "Também tomo cápsulas pela manhã", conta, referindo-se ao chá.

Nos intervalos das refeições, a morena aposta em iogurtes, barras de cereais e frutas para não ficar muito tempo sem comer. Kelly abre uma exceção na semana para comer as coisas de que tem vontade. "Eu escolho sábado ou domingo para ser meu 'dia do lixo' e como massa, pizza e pipoca", confidencia. Se bate a vontade de beliscar um chocolate durante a semana, ela se permite comer só um pedacinho.

Na Casa de Vidro do "BBB 13", Kelly manteve a mesma alimentação regrada. "Nós podíamos pedir a comida que queríamos, então eu e o Marcelo (companheiro que entrou pro realliy show) sempre escolhíamos o mesmo prato com salmão, legumes e salada", revela a morena, que sentiu falta dos exercícios físicos durante o confinamento.

Mesmo com os equipamentos, a rotina da casa era puxada. "Para fazer exercício físico é preciso de concentração, então só dava para fazer antes do shopping abrir e quando ele fechava, e a essa altura eu já estava cansada de tanto ter tirado foto, falado com o público etc", explica.

Como é advogada inscrita na OAB (Ordem dos Advogados Brasileiros), Kelly não pode fazer ensaios nus. "Só posso fazer fotos sensuais, pois se não corro o risco de perder minha carteirinha da Ordem", conta ela, que está com a carreira voltada para o Direito, mas não descarta a possibilidade de investir na TV e em campanhas publicitárias.

"Quem sabe posso usar meu carisma na casa para conseguir uma vaga na televisão?", pondera. Mas Kelly descarta seguir a carreira de atriz:"Atuar não é comigo".

Suplementação para definir

Ainda que sempre tenha sido magra, Kelly não era definida. "Para mudar meu corpo, eu investi no treino com o personal trainer e na suplementação, e meu corpo mudou bastante. O pessoal até achava que eu tinha colocado silicone no bumbum, mas não, foi tudo resultado da musculação", revela a morena, que treina há 4 anos.

Antes dos exercícios, de manhã, a advogada come uma banana com aveia e meia dose de whey protein. Ao voltar da academia, ela toma uma outra dose de whey, além de glutamina e BCAA, e depois de uma hora ingere uma fruta. "Eu apostei nos suplementos, fui até para fora comprar mais barato e adorei o resultado", afirma.
 

Topo