Alimentação

Evitar tentações é mais inteligente que trabalhar a força de vontade

Do UOL

Em São Paulo

A maneira mais fácil de perder peso não é ter força de vontade, mas evitar tentações. Esta é a conclusão de um estudo feito por pesquisadores das universidades de Cambridge e de Dusseldorf e publicado no periódico científico "Neuron".

Em vez de tentar resistir ao chocolate no armário da cozinha, pessoas que estão de dieta simplesmente devem cortar as guloseimas da lista de compras, ou então pedir para que alguém as esconda. Da mesma forma que uma pessoa endividada deve abrir mão do cartão de crédito, em vez de tentar se relacionar melhor com ele.

Segundo a neurocientista Molly Crockett, responsável pelo estudo, a força de vontade não é a única forma de autocontrole - a capacidade de antecipar problemas e evitá-los também é. 

O estudo contou com um grupo de homens saudáveis, que recebiam diferentes opções: eles podiam olhar uma figura erótica mais ou menos interessante imediatamente, ou então esperar um pouco mais para ver uma imagem realmente atraente.

Em alguns casos, a "pequena recompensa" era disponibilizada e os voluntários tinham que ter força de fontade para resistir à imagem e ganhar a "grande recompensa", a figura erótica mais atraente. Em outros, eles tinham a oportunidade de fazer um acordo prévio e nem ver a primeira imagem para ficar com a segunda, bem melhor.

O resultado é que quem fez o acordo prévio, ou seja, evitou a tentação, foi mais bem-sucedido e recebeu a recompensa melhor mais vezes. A estratégia funcionou especialmente para os mais impulsivos.

Durante as tomadas de decisão, os voluntários tiveram sua atividade cerebral medida por exames. Os pesquisadores descobriram que o acordo prévio ativou o córtex frontal, região associada aos pensamentos sobre o futuro. Isso proporcionou uma comunicação com o córtex pré-frontal dorsolateral, área que exerce um papel importante na força de vontade.

A descoberta abre caminho para uma compreensão melhor sobre os mecanismos cerebrais envolvidos no autocontrole.

Topo