Vida saudável

"Passar fome é pior método para emagrecer", afirma musa fitness

Fabíola Ortiz

Do UOL, no Rio de Janeiro

Com meio milhão de seguidores no Instagram e Twitter, a modelo brasileira radicada nos Estados Unidos Bella Falconi, 28 anos, virou celebridade no universo fitness depois que começou a registrar imagens do seu corpão na rede social de compartilhamento de fotos. Ela conta que postava para visualizar sua evolução durante os treinos, mas muita gente começou a acompanhá-la e queriam saber como podiam fazer para ter resultados semelhantes.

Mas nem sempre Bella levou a alimentação a sério. Ela não tinha regras alimentares e passava horas sem comer. “O pior método para emagrecer é passar fome. Se você fica muito tempo sem comer, seu corpo absorve até o que não deve. As pessoas têm um conceito errado com relação à dieta”, acredita.

Hoje, a modelo é adepta de seis refeições diárias e costuma ingerir, em média, duas mil calorias por dia. Bella consome porções menores a cada duas horas e meia para manter o metabolismo acelerado. “Seu sistema digestivo vai estar sempre trabalhando e ele é um dos que mais gasta calorias no corpo para poder funcionar. Quanto mais comidas saudáveis, mais ele trabalha e o metabolismo acelera”, explica Bella, que recentemente tirou o certificado de personal trainer e está prestes a concluir o curso de nutrição.

Nas suas refeições, a musa fitness balanceia a ingestão de carboidrato complexo, proteína magra e um pouco de gordura. Ela realiza ainda um ciclo de carboidrato, isto é, não come a mesma quantidade de carboidratos todos os dias, alternando as porções para acelerar o metabolismo. “Eu sempre testo em mim antes para verificar como meu corpo vai reagir. Cada organismo é de um jeito”, justifica.

Mesmo com uma rotina intensa, Falconi segue uma alimentação regrada para manter os 53 quilos distribuídos em 1,60 m de altura e um percentual de gordura que varia de 8,5 a 9%. No café da manhã, ela aposta no pão integral de grão germinado sem conservante, pasta de amendoim e um shake de proteína para depois praticar exercícios aeróbicos.

Depois segue para trabalhar na loja de suplementos e cosméticos em Orlando, na Flórida (EUA), empreendedora, em breve, abrirá uma academia de ginástica na cidade.

Mudança de vida

De passagem pelo Brasil para lançar uma linha de alimentos saudáveis congelados, Bella contou ao UOL Dieta e Boa Forma que modificou sua rotina há três anos quando conheceu uma fisiculturista. “Conheci uma atleta e queria ficar com abdome igual ao dela, era meu sonho ter gominhos. Eu não conseguia, treinava há muito tempo e nunca chegava ao corpo que queria. E ela me disse que se não comesse de acordo com os meus objetivos eu não ia conseguir”, relembra.

Com foco nos treinos e na alimentação regrada, Bella confessa que a primeira semana foi a mais difícil para se adaptar com a “nova vida”, pois ela precisava acordar às 5h para malhar antes do trabalho. “Sabia que se eu conseguisse fazer isso por uma semana eu conseguiria levar adiante. Meu dia rendeu e não parei mais. Lembro de ter ido chorando para a academia, pensando se valia a pena. Hoje sou grata a mim mesma por ter tomado essa decisão”, afirma.

A primeira transformação visível no corpo da musa foi o abdome que ficou definido após três meses. “As pessoas têm mania de desistir no primeiro mês, mas o resultado só aparece a partir do terceiro ou quarto mês”, salienta.

Sem ajuda de personal trainer, Falconi foi autodidata na hora de desenvolver suas séries de treinos. “Mudo meu treino a cada três semanas para o corpo não acostumar com o estímulo. Gosto de inovar e adaptar os movimentos”, afirma. A sua rotina de exercícios físicos é focada na hipertrofia, ou seja, no crescimento muscular, algo mais difícil para mulheres. “Ganhar peso com qualidade é difícil”, admite. 

Bella treina na parte da noite seis vezes por semana. Mas de manhã cedo, ela não abre mão de meia hora de exercícios aeróbicos e costuma alternar entre atividades na esteira inclinada, escada, transport ou corrida na rua. “Nunca treino no mesmo aparelho por dois dias seguidos. Se um dia é na esteira inclinada, no outro dia eu faço transport”, explica.

Metas e sacrifícios

Bella tem como meta manter o baixo percentual de gordura e suas conquistas. “A gente não pode parar para não ficar na zona de conforto e não evoluir mais. Sempre tem espaço para melhorias”, pondera.

No fim do ano passado, Falconi se aventurou no mundo das competições de fisiculturismo. Ela conta que nunca havia pensado em competir, mas foi incentivada por colegas. Resultado, em abril deste ano, ela ganhou primeiro lugar na categoria Figure na competição Jax Physique em Jacksonville, na Flórida. “Não imaginava ganhar, pois era minha primeira vez. Minha meta agora é outra, não participei do concurso para profissionalizar ou virar, mas me inspiro nesse meio”, comenta.

E para continuar inspirando seus seguidores, Bella precisa fazer alguns sacrifícios como cortar os doces da alimentação. No entanto, ela não abre mão de duas refeições livres na semana para satisfazer o desejo por pizza, cheesecake e chocolate.

Referência para quem quer conquistar saúde, boa forma e levar o treino a sério, a musa fitness pretende voltar mais vezes ao Brasil para promover seminários de motivação e dicas de como manter a mente positiva.

“Tenho isso como missão de vida. Encontrei nas palavras positivas um remédio para conseguir superar as minhas dificuldades. Faço yoga vinyasa flow e meditação. Malho a minha mente todo dia por cinco minutos. Acendo incenso em casa e conecto o pensamento a coisas positivas”, conta.

O pensamento que a modelo carrega consigo para manter uma vida saudável é: nunca é tarde demais para recomeçar ou para tentar uma vida nova. “No começo não é fácil, mas dificuldades sempre vão existir. As pessoas são muito imediatistas querem resultados logo de início. Tenha paciência e seja consistente”, finaliza.

Topo