Vida saudável

Famosos admitem uso de anabolizantes; entenda os riscos

Do UOL

Em São Paulo

Quando participou do BBB11, Maria Melilo declarou que fazia uso de anabolizantes para ter um corpo definido. "É muita testosterona, não menstruo mais faz tempo", disse a atriz, que na ocasião também admitiu ter o clitóris maior graças ao hormônio masculino. Recentemente, Maria foi submetida a uma cirurgia no hospital Sírio Libanês, em São Paulo, para retirar parte do fígado devido a um câncer detectado no órgão, um dos mais afetados pelo uso de anabolizantes.

A ex-Fazenda e vice Miss Bumbum 2012 Andressa Urach também já afirmou em diversos programas de televisão que fez uso de esteroides. Segundo ela, isso ocorreu durante três anos. "Fiz sem acompanhamento médico, irresponsável, mesmo. Consegui o volume que eu queria, pois era muito magra, mas tive muitos efeitos colaterais, como acne no rosto e nas costas, alteração na voz e aumento do clitóris, até fiz cirurgia íntima", afirmou ao UOL Dieta e Boa Forma.

Além dos riscos de tumores hepáticos e problemas estéticos, como acne, os anabolizantes podem provocar problemas cardiovasculares, impotência, atrofia testicular, falta de libido, elevação do colesterol, aumento da pressão arterial e perda óssea.

“O uso de anabolizantes de forma indiscriminada, com objetivos estéticos, pode gerar efeitos colaterais fatais, pois esses hormônios sobrecarregam o fígado e desequilibram o organismo de forma grave”, explica o hepatologista Carlos Baía, responsável pelos transplantes de fígado no Hospital de Transplantes do Estado de São Paulo, unidade da Secretaria de Estado da Saúde.

Especialistas advertem que o ganho de massa muscular adequado precisa estar associado a uma alimentação balanceada, recomendada por nutricionistas. A dieta deve ser complementada com exercícios de hipertrofia (musculação), devidamente acompanhados por educadores físicos.

Os anabolizantes são medicamentos indicados para tratamentos específicos, supervisionados e prescritos somente por médicos, por um período de tempo predeterminado. São utilizados para tratar desgastes da musculatura e ossos, além de serem prescritos aos portadores de hipogonadismo (homens que sofreram trauma testicular ou que tiveram que retirar os testículos).

Topo