Vida saudável

Para manter a forma, repórter do Domingo Legal faz dieta com pipoca

Thamires Andrade

Do UOL, em São Paulo

Há cinco anos, Bruna Manzon, 25, dá o ar da graça como repórter e assistente de palco do Domingo Legal. Com um físico que chama atenção, a jornalista tem uma boa genética, mas nem por isso descuida da alimentação. "Como muito e de tudo, às vezes chego até a emagrecer, mas perco massa magra, o que não é bom", explica a repórter.

A assistente de palco, que pesa 59 quilos e mede 1,74 m de altura, tem acompanhamento do coach Roberto Bueno, responsável por elaborar a dieta e o treino que ela segue. "É uma consultoria online, pois ele mora em Miami, mas observa os resultados e altera os exercícios, dieta e suplementos mensalmente", revela.

Uma das curiosidades da dieta de Bruna é o fato de ela comer pipoca todos os dias na ceia, refeição depois do jantar e antes da hora de dormir. "Mas claro que é sem óleo, sem manteiga e sem sal. Parece estranho, mas eu já me acostumei", conta.

Para a repórter, um dos segredos do sucesso de sua dieta é não passar fome. "Sempre comi muito e tenho muita fome. Hoje como seis refeições ao dia para ficar satisfeita, mas sempre com os alimentos permitidos. Não adianta treinar direitinho e não se alimentar bem", adianta.

No café da manhã, Bruna come um mamão com duas bolachas salgadas de arroz com geleia. No lanche da manhã, ela aposta em um iogurte zero. Já no almoço, a assistente de palco do Domingo Legal come uma batata-doce ou arroz acompanhado de um frango ou salmão. "As saladas e legumes podem ser consumidos à vontade", explica a repórter, que é fã de brócolis.

No lanche, a pedida é uma fruta. "Costumo variar entre uma maçã e uma pera", conta. No jantar, Bruna elimina o carboidrato da refeição e come um peixe ou carne vermelha magra (patinho) acompanhada de legumes refogados e salada. "Na ceia, eu como pipoca e um whey protein isolado com água", completa.

Para compensar a rotina regrada, a repórter ganha uma refeição livre na semana. "Gosto de comer uma massa ou uma pizza de frango com catupiry e marguerita. Também adoro um Mc Donald's", confessa, aos risos.

Quando viaja para visitar a família, a gaúcha de Santa Maria deixa a dieta de lado. "Meus familiares comem muito, sempre tem um bolo com chá, café acompanhado de torta. Quando vou para lá, não deixo de comer nada", completa.

Treino para definição

Como a TV exige um perfil mais sequinho, Bruna treina para ficar magra e definida. "Não quero crescer , pois meu metabolismo é acelerado e quando eu malho certinho, tenho resultado muito rápido", avalia. Além do treino de musculação de segunda a sexta-feira, a repórter do Domingo Legal também faz 45 minutos de exercícios aeróbicos diariamente. “No fim de semana, caminho na esteira do prédio”, revela.

Há dois meses com acompanhamento do coach Bueno, ela já identifica as principais mudanças corporais. "Estou mais durinha e com os músculos mais aparentes nas coxas. Também fiquei sem celulite", comemora.

Para complementar o treino, ela faz uso de alguns suplementos, fora o whey protein incluso na ceia, como vitamina C, CLA, "para queimar a gordura", glutamina e, às vezes, um termogênico antes do treino. "Meus suplementos mudam muito de mês a mês, de acordo com a avaliação do Bueno", destaca.

Carreira na televisão

Bruna afirma que sempre quis trabalhar com televisão, o que fez com ela resolvesse cursar jornalismo. "Aos 12 anos comecei minha carreira de modelo, fiz alguns comerciais e outras oportunidades apareceram. Comecei a faculdade para entrar na área da comunicação e surgiu o teste para integrar o Domingo Legal", explica.

A assistente de palco ficou um ano viajando todo domingo para gravar o programa e conseguir acabar o TCC (trabalho de conclusão de curso) para se formar na faculdade. "Meu pai colocou essa condição. Eu só poderia participar do programa se me formasse", comenta.

Bruna comemora o espaço que tem no programa dominical do SBT. "Sempre tive muita vontade de exercer o jornalismo nessa área de entretenimento, portanto gosto da oportunidade de fazer matérias para o programa e ter espaço lá", finaliza.

Topo