Vida saudável

Brasileiro que injeta silicone nos braços é destaque na mídia internacional

Reprodução/Barcroft Media
O pedreiro pernambucano Arlindo de Souza, em vídeo veiculado em sites de notícias britânicos imagem: Reprodução/Barcroft Media

Do UOL

Em São Paulo

O pedreiro e fisiculturista pernambucano Arlindo de Souza, 43 anos, apelidado de "Montanha", virou destaque na imprensa internacional nesta terça-feira (11). Ele gravou um vídeo para a Barcroft Media, fornecedora de conteúdo para diversos tabloides britânicos, em que assume que seus músculos exageradamente inchados são fruto de injeções de silicone industrial e álcool.

Souza, chamado pelo "Daily Mail" de "Popeye da vida real", tem uma circunferência de 73 centímetros no bíceps graças ao implante. "Eu queria mais e mais, para mim não havia um limite", contou ele no vídeo. Ele injetou o composto no corpo três vezes por semana durante dois meses. 

Fã de Arnold Schwarzenegger, o pernambucano contou à imprensa internacional que já estava tomando esteroides anabolizantes quando um amigo da academia lhe ofereceu a "ajuda extra".

Hoje, ele diz que não aplica mais silicone no corpo porque acha que já alcançou o tamanho que queria. E está satisfeito com o sucesso que faz nas ruas de Olinda, onde vive - o vídeo inclusive mostra os fãs que aparecem para tirar fotos ao lado do fisiculturista. 

"Se eu adoecer, ou se meu braço estourar, eu vou no médico e opero. Isso para mim é normal", afirmou o pernambucano. 

Médicos alertam que o procedimento pode causar deformidades, infecções, amputações e até levar à morte, como ocorreu no último sábado (8), em Goiás. O analista de laboratório Marcos Paulo Batista dos Santos, 34 anos, morreu depois de aplicar silicone industrial nos braços. Ele passou 12 dias na UTI do Hospital de Urgências de Goiânia. 

$escape.getH()uolbr_geraModulos($escape.getQ()embed-lista$escape.getQ(),$escape.getQ()/2014/saiba-mais-1394729645230.vm$escape.getQ())

 

Topo