Boa forma

Nutricionistas indicam opções mais saudáveis para comer no Lollapalooza

Arte UOL
Segundo nutricionistas, drande parte dos alimentos que serão servidos no Lollapalooza são calóricos imagem: Arte UOL

Thamires Andrade

Do UOL, em São Paulo

Os amantes da boa música já estão ansiosos para a terceira edição brasileira do festival Lollapalooza, que será realizado em São Paulo neste sábado (5) e domingo (6). O evento contará com shows das mais diversas bandas, dentre elas Muse, Arcade Fire, Phoenix e New Order. No entanto, a alimentação pode ser um problema para os frequentadores do festival que desejarem manter uma alimentação saudável.

Tudo isso porque, segundo os nutricionistas ouvidos pelo UOL Dieta e Boa Forma, os alimentos não são apenas muito calóricos, mas também grande parte das opções conta com excesso de gordura e fritura. "Tem muita comida pesada e indigesta no cardápio que se a pessoa comer e depois ficar naquela 'muvuca' pode até passar mal", avalia o nutricionista esportivo Ricardo Zanutto.

Portanto, a indicação é levar lanches de casa. O festival permite a entrada de sanduíches, barrinhas, bolachas e frutas já cortadas. "Barrinhas de proteína são opções fáceis e interessantes, bem como algum mix de castanhas", indica Zanutto. "Também dá para levar frutas mais práticas, como maçã, pera e banana. Uma bolachinha integral e queijos que são processados e não precisam de refrigeração também podem ser consumidos", complementa a nutricionista Alessandra Godoy, da Equilibrium Consultoria.

A recomendação para o festival é a mesma para o dia a dia é preciso se alimentar de três em três horas, portanto para quem não abrir mão de levar seu próprio sanduíche para o evento, Godoy recomenda que ele seja o primeiro lanche a ser consumido. "A pessoa pode levar um sanduíche de peito de peru com queijo branco acompanhado de alface, pepino e cenoura, mas ela precisa comer esse lanche logo para que ele não estrague", explica.

Já os que pretendem se alimentar nos 16 stands do "Chefs na Rua" e nas outras barraquinhas espalhadas pelo festival, a ideia é fugir das frituras e dos doces. "Quando um alimento é frito ele fica com mais calorias e gorduras que destroem as vitaminas e nutrientes que são importantes nele", explica Liane Buchman, nutricionista da clínica BodyHealth.

Na opinião de Buchman, uma das melhores opções de alimentos no festival é o nhoque ao sugo, disponível no restaraunte Mondiale, por ser uma boa fonte de carboidrato já que o pessoal gastará bastante energia no evento. "O molho ao sugo também é repleto de antioxidantes. Esse prato é uma boa pedida", acredita.

A nutricionista da clínica BodyHealth e a nutricionista da Equilibrium Consultoria também elegeram o sanduíche de picanha defumada com cebola roxa no pão ciabatta e o sanduíche de legumes grelhados com queijo caccio cavalo e amêndoas tostadas, ambos da Augusta Bakery e 162 Hamburgueria, como boas opções em comparação as que são oferecidas no evento. "O de picanha é uma opção calórica, mas não tão gordurosa perto do que está sendo oferecido. Já o de legumes grelhados é bem interessante, pois também amêndoas que são minerais antioxidantes e fonte de gordura monoinsaturada (gordura boa)", justifica Buchman.

O risoto de salmão com pesto de manjericão, do restaurante APC Brasil, também foi classificado como um prato saudável por Buchman. "É uma opção legal, pois o salmão é rico em proteína e ômega 3 e o risoto é um bom carboidrato para quem vai curtir um dia todo de shows", pondera.

Godoy, por sua vez, indica o yakissoba, no Temaki Point, aos frequentadores do festival. "Ele é uma fonte de carboidrato, por causa do macarrão, de proteína, pela carne, e ainda tem legumes. É um prato bem completo que dá para comer despreocupado", afirma.

Zanutto classificou o ceviche clássico peruano, do restaurante Suri, como a opção mais leve do Lollapalooza por ele ser preparado com frutos do mar. "Mas é preciso verificar a condição de armazenamento desses alimentos para poder confiar", alerta.

Para aguentar quase 12 horas de shows, todos os nutricionistas indicam tomar um café da manhã reforçado logo ao começar o dia. "A pessoa pode comer um iogurte com cereal integral, suco de frutas e um sanduíche integral com queijo magro, como cottage, creme de ricota e queijo branco, e peito de peru", indica Zanuttto.

Hidratação

Outra dica dos nutricionistas é manter-se hidratado durante o evento. "A quantidade de pessoas e a temperatura podem contribuir para a desidratação, portanto é preciso tomar água, suco natural, água de coco ou um isotônico", afirma o nutricionista esportivo.

As bebidas alcoólicas também devem ser evitadas ao máximo, pois o álcool gera desidratação e faz com que o corpo elimine o líquido mais rápido. "O próprio metabolismo do álcool altera a consciência, pois a pessoa fica com depressão do sistema nervoso e se cansa mais rápido, fica com mais vontade de ir ao banheiro", explica Zanutto.

Mas para quem não quer abrir mão da cervejinha enquanto escuta a banda preferida, Godoy indica sempre intercalar um copo de bebida alcoólica com um de água, bem como não beber sem ter se alimentado.

Topo