Boa forma

Nutricionista das famosas cria dieta de 8 meses para ficar bem no biquíni

Thinkstock
Com quatro etapas, o programa ajuda quem quer desintoxicar e diminuir medidas até o verão imagem: Thinkstock

Daniela Santorini

Do UOL, em São Paulo

Atire o primeiro brioche quem não prometeu, durante o réveillon, entre uma taça de champanhe e outra, emagrecer para o verão de 2014. Pois saiba que para conseguir resultados duradouros e, principalmente, perder peso sem perder a saúde, o “projeto biquíni” deve começar agora. Pensando nisso, a nutricionista Andrea Santa Rosa, que atende as atrizes Juliana Paes e Cléo Pires, elaborou um programa caprichado para quem deseja chegar às praias ao final do ano com as curvas na medida certa.

AgNews
Andréa Santa Rosa é nutricionista de famosas e mulher do ator Marcio Garcia imagem: AgNews
Com duração de oito meses (cada fase leva dois meses para ser concluída), o processo tem quatro etapas: a pré-limpeza, quando o corpo é preparado para as mudanças na alimentação; a fase de ataque, quando é introduzida uma dieta detox para limpeza do organismo; a fase da reeducação, quando alimentos funcionais passam a fazer parte da dieta; e a fase da manutenção, quando os hábitos saudáveis já estarão arraigados no dia a dia. “O processo visa não apenas que a mulher fique bem com ela mesma, mas também que elimine problemas como insônia, cansaço físico e inchaço, entre outros sintomas que indicam uma alimentação errada”, explica a especialista.

No cardápio, alimentos com alto poder anti-inflamatório e antioxidante ajudam o corpo a reverter o quadro de acúmulo de peso, além de acelerar o metabolismo para aumentar a queima calórica. Outra dica importante: o alto teor de fibras da dieta pede uma ingestão de pelo menos dois litros de água. “Também é preciso evitar o jejum prolongado e fazer um lanche leve e saudável entre as refeições”, completa a especialista.

Conheça os passos do programa de oito meses

  • Prepare o corpo - abril e maio

    A fase da pré-limpeza é parecida com a dieta detox, pois não permite alimentos com glúten e laticínios, que podem causar inflamações no corpo e prejudicar a absorção de nutrientes. A profissional indica alimentos orgânicos, sem corantes, açúcar, adoçantes ou conservantes; folhas verde-escuras e roxas e proteínas magras. Outra comendação da nutricionista é retirar o carboidrato do jantar.

  • Hora de limpar - junho e julho

    A segunda fase do processo é a detox propriamente dita. Nessa fase, o suco verde entra em maior quantidade no café da manhã e é preciso incluir alimentos, como rúcula, brócolis, couve e rabanete, beterraba com couve flor e manjericão; sopa verde (alface, abobrinha, brócolis, chuchu, espinafre, cebola, alho e ervas frescas) e abóbora com gengibre e agrião.

  • Acostume-se com as mudanças - agosto e setembro

    Na terceira etapa do processo, o foco é na reeducação alimentar e alguns alimentos são reintroduzidos. A nutricionista indica os sucos funcionais com altas doses de nutrientes para o corpo, além de frutas, legumes, verduras frescas e proteína magra em todas as refeições. Mas ainda é preciso manter glúten e lactose restritos. Também é permitido 2 quadradinhos de chocolate meio-amargo durante o dia.

  • Desfrute os resultados - outubro e novembro

    Na última fase do programa, além de já estar mais magra, a pessoa sente o corpo funcionando melhor. É chegada a hora de voltar a comer o que gosta, mas de forma consciente e sem exageros. A nutricionista indica privilegiar leite e derivados sem lactose e sobremesas com frutas, bem como continuar a evitar a ingestão de glúten quando possível, pois ele torna a digestão lenta e pode causar inchaço

 

Conheça os passos do programa de oito meses

  • Prepare o corpo - abril e maio

    A fase da pré-limpeza é parecida com a dieta detox, pois não permite alimentos com glúten e laticínios, que podem causar inflamações no corpo e prejudicar a absorção de nutrientes. A profissional indica alimentos orgânicos, sem corantes, açúcar, adoçantes ou conservantes; folhas verde-escuras e roxas e proteínas magras. Outra comendação da nutricionista é retirar o carboidrato do jantar.

  • Hora de limpar - junho e julho

    A segunda fase do processo é a detox propriamente dita. Nessa fase, o suco verde entra em maior quantidade no café da manhã e é preciso incluir alimentos, como rúcula, brócolis, couve e rabanete, beterraba com couve flor e manjericão; sopa verde (alface, abobrinha, brócolis, chuchu, espinafre, cebola, alho e ervas frescas) e abóbora com gengibre e agrião.

  • Acostume-se com as mudanças - agosto e setembro

    Na terceira etapa do processo, o foco é na reeducação alimentar e alguns alimentos são reintroduzidos. A nutricionista indica os sucos funcionais com altas doses de nutrientes para o corpo, além de frutas, legumes, verduras frescas e proteína magra em todas as refeições. Mas ainda é preciso manter glúten e lactose restritos. Também é permitido 2 quadradinhos de chocolate meio-amargo durante o dia.

  • Desfrute os resultados - outubro e novembro

    Na última fase do programa, além de já estar mais magra, a pessoa sente o corpo funcionando melhor. É chegada a hora de voltar a comer o que gosta, mas de forma consciente e sem exageros. A nutricionista indica privilegiar leite e derivados sem lactose e sobremesas com frutas, bem como continuar a evitar a ingestão de glúten quando possível, pois ele torna a digestão lenta e pode causar inchaço

Topo