Vida saudável

"Gêmeas do Cauã" não abrem mão de pizza e chocolate

Thamires Andrade

Do UOL, em São Paulo

Quem acompanha a série "O Caçador", da rede Globo, já viu algumas beldades conhecidas em cena, como as atrizes Cléo Pires e Samara Felippo, mas a atração também trouxe talentos novos em "dose dupla". É o caso das gêmeas Mônica e Morgane Martin, 28 anos, que foram apelidadas de "Gêmeas do Cauã" por contracenarem com o ator Cauã Reymond. Ainda que a produção seja a primeira experiência das atrizes em televisão, elas demonstram bastante segurança com o corpo para encarar as cenas com pouca roupa.

Tanto Mônica quanto Morgane não conseguem deixar o doce de lado e confessam que, apesar de não fazerem uma dieta específica, buscam manter uma alimentação equilibrada, principalmente durante a semana. "Na verdade a gente tem facilidade para emagrecer, então é importante comer direito para não ficarmos magras demais", pondera Morgane.

O dia de Morgane começa com um café da manhã com frutas e carboidratos. "Costumo comer um mamão e um misto quente no pão integral com peito de peru e muçarela", descreve. Ela confessa, no entanto, que quando deseja dar uma "secada" no corpo, corta o pão da primeira refeição.

No almoço, a atriz opta por uma proteína acompanha de salada. "Normalmente opto por peixe ou frango e, às vezes, como massa ou algum risoto", exemplifica. É depois do almoço que Morgane fica com mais vontade de comer doces e ela jura que não se priva. "Como uns dois pedaços de chocolate ou quindim para matar a fome", conta.

Já no lanche da tarde, ela investe num iogurte acompanhado de uma banana. "Na hora de jantar não como carboidrato, então fico só na salada com o grelhado", afirma.

A alimentação da irmã, Mônica, é semelhante, mas ela se permite algumas extravagâncias até mesmo durante a semana. O café da manhã é sempre mais leve. "Tomo uma vitamina de fruta cítrica com uma fruta normal, batida com amaranto e quinua", conta.

No almoço, o prato da atriz é uma salada acompanhada de um grelhado, que pode ser peixe ou frango. Ela também come um docinho todo dia. "Meus preferidos são mousse de chocolate e pudim", revela. Três horas depois, Mônica come uma fruta no lanche da tarde. "Nesse horário gosto de consumir maçã e pera", afirma.

Já no jantar, a atriz se dá alguns luxos. "Tem vezes que como só salada, mas também frequento muito restaurantes japonês, adoro sushi e sashimi, e também como pizza", confessa. O sabor preferido da atriz é marguerita e quatro queijos.

Importância dos exercícios

As irmãs também não descuidam da rotina de treino para manter a boa forma, já que sabem a importância da atividade física para o bem-estar. É que antes de iniciar o curso de teatro em São Paulo, as gêmeas de Farroupilha (RS) fizeram graduação em áreas da saúde. Morgane cursou fisioterapia e Mônica fez faculdade de farmácia.

Para definir o corpo, Morgane tem praticado exercícios de três a quatro vezes por semana. "Faço pilates, jogo tênis e comecei a praticar kitesurf. Sempre gostei de praticar, então aproveito o ar livre pra isso", afirma a atriz, que também costuma correr na praia.

Mas Morgane avalia que o pilates é que o mais tem contribuído para fortalecer a musculatura. "Gosto muito da atividade, pois aumenta a flexibilidade e fortalece os músculos. É um exercício muito completo", afirma a fisioterapeuta.

Já Mônica é fã de musculação e malha todos os dias. "Malho para definição, também jogo tênis duas vezes na semana e iniciei as aulas de muay thai, que estou adorando", conta a farmacêutica.

Destino

Morgane e Mônica conseguiram o papel na série global porque estavam no lugar certo e na hora certa. "A gente foi fazer o cadastro na Globo e, quando chegamos lá, avisaram que estava rolando um teste para gêmeas. Fizemos e deu tudo certo", afirma Morgane.

Para viver as duas prostitutas gêmeas do seriado, elas ainda tiveram que tingir o cabelo. "Ficamos ruivas para viver o papel, mas já voltamos à cor natural dos fios", conta Mônica.

As gêmeas são só elogios ao falar de Cauã Reymond. "Ele logo quis conhecer a gente, para checar se éramos parecidas mesmo. Ele foi um querido e passou muita segurança para que a gente gravasse as cenas", avalia Mônica. "O Cauã passou a cena com a gente. Tanto ele quanto a equipe foram muito profissionais e nos ajudaram a fazer as cenas com pouca roupa", afirma Morgane.

Para o futuro, as gêmeas esperam seguir na televisão e fazer mais cursos para se aperfeiçoar. "Estamos direcionando nossa carreira para essa área e fazendo fonoaudiologia  e curso de canto", conta Morgane.

Topo