Beleza

Vitamina C tópica é grande aliada contra o envelhecimento facial; conheça seus benefícios

Thinkstock
Uso de cosméticos com vitamina C diminui a ação dos radicais livres e uniformiza do tom da pele imagem: Thinkstock

Isabela Leal

Do UOL, em São Paulo

Se você pensa que vitamina C só é indicada para prevenir resfriados e nada tem a ver com a beleza, melhor começar a repensar. Para dizer o mínimo, sua versão de uso tópico - ingrediente que compõe a fórmula de muitos cosméticos – é capaz de destruir os radicais livres, partículas invisíveis que causam o envelhecimento. O ativo também revitaliza a pele por meio da regeneração celular, e ainda dá uma uniformizada no tom da cútis, amenizando o aspecto das manchas.

Quer mais? Alguns testes clínicos mostraram que a substância estimula a síntese de colágeno, uma das fibras de sustentação da pele. “Apesar desse mecanismo não estar totalmente esclarecido, vários estudos associam o uso da vitamina C aplicada diretamente na pele com um aumento na produção local de colágeno", diz a dermatologista Maria Fernanda Gavazzoni, chefe do ambulatório geral de dermatologia do Instituto Professor Azulay, da Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro. A médica explica que existem diversas enzimas relacionadas à produção de colágeno que necessitam da vitamina C para atuar em sua forma plena; "sendo assim, acredita-se que o uso tópico da substância possa influenciar positivamente a sua produção", explica.


Antioxidante poderoso
O poder de proteção contra o envelhecimento da vitamina C é indiscutível. Segundo a dermatologista Mônica Aribi, de São Paulo, é o princípio ativo mais eficaz depois do ácido retinoico, sob o ponto de vista tópico. Ela combate os radicais livres e melhora as defesas da pele, pois fortalece a imunidade das células cutâneas. Além disso, tem ação hidratante e aumenta o tônus do rosto. "Esse conjunto de benefícios colabora para a cútis parecer mais jovem”, resume a médica. O efeito preventivo também é intenso. “Por ser um poderoso antioxidante, a aplicação regular da vitamina C tópica é muito útil para a prevenção do desgaste cutâneo em suas diversas formas”, conclui Maria Fernanda Gavazzoni.

Efeito clareador
Maria Fernanda explica que, por inibir uma das etapas da fabricação de pigmento, o uso tópico da vitamina C promove um leve efeito clareador da pele, o que faz dela um bom coadjuvante nos tratamentos de clareamento, apesar da sua ação ser menor do que a da hidroquinona (comumente usada para clarear a pele), com a vantagem de não trazer os efeitos colaterais associados ao uso da substância mais poderosa. E o benefício parece ser consenso entre os médicos. “A vitamina C melhora a distribuição dos melanócitos, células responsáveis pela pigmentação, e é uma boa alternativa para os pacientes que não toleram clareadores à base de hidroquinona”, reitera a dermatologista Mônica Aribi.

Extremamente frágil

Vitamina C no prato

Thinkstock
Sem dúvida, a vitamina C ingerida, por meio dos alimentos, contribui para a prevenção do envelhecimento, mas quando o assunto é pele, a tópica ainda é mais eficaz. “A vitamina C, proveniente dos alimentos, é necessária para que o organismo sintetize colágeno, proteína estrutural que confere tônus e firmeza para a pele. Além disso, quando ingerida ela também se torna uma arma contra os radicais livres”, esclarece a médica nutróloga Marcella Garcez, diretora da Associação Brasileira de Nutrologia. “Entretanto, a aplicação tópica da vitamina C permite que a sua concentração seja até 20 vezes mais alta do que quando ingerida”, afirma a dermatologista Maria Fernanda Gavazzoni. Em tempo: algumas fontes de vitamina C: frutas cítricas, morango, kiwi, acerola, brócolis, couve, rúcula, abacaxi, cajú, goiaba, papaia, maçã, pera, batata doce, tomate, entre outras.

A vitamina C é um ativo muito vulnerável, isto é, ao menor contato com o ar se oxida e tem suas propriedades alteradas, o que reduz sua eficácia. Por isso, a embalagem dos cosméticos que contêm o ativo faz toda a diferença. As mais indicadas são as que têm válvulas do tipo pump (de apertar, porque evitam o contato com o ar). Mas isso não significa que as outras não sejam seguras, pois há maneiras de preservar suas propriedades incluindo ingredientes na formulação.

De qualquer modo, é bom ter cuidado. Segundo a farmacêutica Mika Yamaguchi, de São Paulo, a oxidação do ativo não apenas compromete seu efeito como pode trazer danos à cútis. “Quando oxidada, por conta do contato com o meio ambiente, ela se torna inativa. E o que é pior: nesse caso,  se transforma em um agente oxidante, isto é, que traz mais radicais livres para a pele”, afirma a especialista. Vale lembrar que não é bom armazenar o frasco em ambientes úmidos e quentes.

Manipulada ou industrializada
As duas versões podem ter formulações que protegem a integridade dos ativos, assim como uma embalagem segura. “No caso do manipulado, há opções de produtos que apresentam uma boa estabilidade como, por exemplo, o Ascorbosilane C, que é uma vitamina C associada ao silício orgânico que  possibilita que o ativo permeie as camadas da pele e tenha uma ação mais efetiva”, explica Mika. Sobre a eficácia, tanto um tipo quanto o outro, trata a pele. “Muitos cremes atuais vêm com a vitamina C microencapsulada, o que a protege da fácil degradação na sua forma simples. Temos bons cremes industrializados que conseguem conter o ativo até 20 %, o que é bastante eficaz para uso tópico”, destaca Mônica Aribi.

Seja qual for a versão, o ideal é seguir uma orientação médica. “O dermatologista sabe as marcas que contêm a molécula em sua melhor forma de absorção, assim como os produtos que, além da vitamina C, contém outros agentes antioxidantes que potencializam sua ação, como a vitamina E e o ácido ferúlico”, explica Maria Fernanda.

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Beleza
Beleza
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Beleza
Beleza
Beleza
do UOL
Beleza
UOL Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Beleza
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Mulher - Beleza
BBC
Beleza
do UOL
do UOL
UOL Estilo
Beleza
Beleza
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Beleza
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
Topo