Beleza

Aprenda a tratar lábios ressecados e saiba protegê-los nos dias frios

Thinkstock
Entre os responsáveis pelo ressecamento dos lábios nesta estação estão o ar condicionado, o frio, o vento e a obstrução nasal imagem: Thinkstock

Marina Oliveira e Rita Trevisan

do UOL, São Paulo

Eles são uma poderosa arma de sedução. Desde que estejam hidratados, claro. "Além de ser mais fina do que em outras regiões, a pele dos lábios está sempre exposta, e acaba sofrendo traumas e agressões com mais facilidade", explica a dermatologista Flavia Ravelli. Para combater e reverter o problema, o jeito é adotar uma rotina de cuidados, especialmente quando a temperatura cai.

Entre os responsáveis pelo ressecamento dos lábios nesta estação estão o ar condicionado, o frio e o vento, que atingem em cheio o rosto. "Em baixas temperaturas, a desidratação ainda pode ser agravada pela obstrução nasal, que obriga a respirar predominantemente pela boca", destaca Flavia. Hábitos como passar a língua pela boca frequentemente também comprometem a saúde dos lábios. "Apesar de parecer reconfortante para quem está sofrendo com rachaduras, o gesto piora o ressecamento. Além disso, algumas enzimas presentes na saliva podem favorecer o aparecimento de uma inflamação local", alerta Claudia Marçal, também dermatologista. 
 
O cigarro é outro vilão, já que diminui a irrigação no local. "Quem fuma acelera a degradação do colágeno dos lábios. Com isso, também aparecem aquelas rugas verticais ao redor da boca", acrescenta Claudia. Alimentos muito ácidos, apimentados e bebidas quentes também estão na lista de itens que devem ser evitados, assim como cosméticos formulados com ativos sintéticos. "Batom ou gloss com corantes como eosina e fluoresceína, fragrâncias sintéticas e parabenos, podem provocar ardência, rachaduras e os lábios mais ásperos", enumera.
 
 
Hidratação já!
 
A descamação dos lábios é o sinal evidente de que é preciso tratar a desidratação e, por mais tentador que pareça, puxar estas pelinhas só agrava a situação. "Quem faz isso machuca ainda mais a região e abre uma porta para a entrada de bactérias, fungos e vírus, principalmente o da herpes", alerta Flavia. Nesse caso, o primeiro passo é hidratar de dentro para fora, ingerindo dois litros de água por dia, no mínimo.
 
Outro cuidado importante é caprichar nos hidratantes labiais potentes. Procure nos rótulos as fórmulas que contenham ao menos alguns destes ativos: dexpantenol, ceramidas, vitamina E e A, bisabolol, manteiga de karité, manteiga de cacau, ácido hialurônico, silicones e cera de abelhas. A aplicação destes produtos deve ser feita sem moderação, várias vezes ao longo do dia, já que ao comer, beber e falar removemos progressivamente os ativos em contato com os lábios. 
 
Durante o tratamento das rachaduras, evite escovar os dentes ou lavar o rosto com água quente, para não agravar o ressecamento. E, mesmo no frio prevaleça, não esqueça o protetor solar para os lábios. "Os raios solares, em excesso, também danificam a semimucosa labial e diminuem as células de defesa, predispondo ao herpes labial, entre outras doenças", esclarece Flavia. Batons hidratantes que também funcionam, basta certificar-se de que eles possuem os ativos já citados. "Brilhos labiais também ajudam, à medida que formam um filme protetor nos lábios, impedindo a perda rápida de água", ensina. 
 
Receitas caseiras
 
As soluções caseiras também são aliadas no combate ao ressecamento dos lábios. Se sentir ardência, a sugestão é fazer uma compressa com chá de camomila gelado por dez minutos. "Outra dica é fazer uma mistura homogênea e pastosa de água mineral com amido de milho, aplicar nos lábios e deixar agir por 10 a 15 minutos. Além de hidratar e amaciar, acalma a região e ajuda a remover de modo delicado as peles que estão se soltando", afirma Claudia. Para uma máscara noturna altamente reparadora, espalhe nos lábios uma pomada hidratante com vitamina B5 e adicione uma gota de óleo de amêndoas. "Basta massagear bem essa misturinha antes de dormir e deixar agir durante a noite toda", recomenda.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo