Beleza

Evite os erros cometidos por Jennifer Aniston na hora de alisar o cabelo

Reuters/Reprodução
Após uma progressiva malsucedida, Jennifer Aniston não teve outra alternativa a não ser cortar os cabelos e eliminar boa parte dos fios que ficaram comprometidos pela química agressiva Imagem: Reuters/Reprodução

Simone Ota

Do UOL, em São Paulo

20/01/2014 08h00

No fim do ano passado, a atriz Jennifer Aniston, dona de uma das cabeleiras mais copiadas no mundo há duas décadas, contou à revista "Elle", do Reino Unido, que foi obrigada a cortar o cabelo acima dos ombros para reparar os danos causados por uma “progressiva brasileira”. A atriz não deu mais nenhuma pista mas, pelo tamanho do estrago, especula-se que tenha usado algo à base de formol. A substância, que está proibida para uso cosmético no Brasil desde 2009 por causa do potencial cancerígeno, deixa os fios lisos, brilhantes e com caimento natural nas primeiras semanas. “Mas com o passar do tempo, o ativo destrói a camada que protege a fibra capilar e agride o couro cabeludo, podendo provocar irritação, descamação, coceira, aumento da oleosidade, quebra e até queda dos fios”, avisa a dermatologista Carolina Ferolla, de São Paulo. Para fugir dessa cilada, os especialistas entrevistados pelo UOL Beleza listaram os cinco principais cuidados que Jennifer Aniston deveria ter tomado antes, durante e depois de alisar os fios:

1. Contar para o cabeleireiro todos os tratamentos químicos feitos nos últimos dois anos. “Isso é importante porque algumas substâncias são incompatíveis e, por isso, fragilizam ainda mais a fibra capilar. Além disso, quanto mais saturado de química o fio estiver, mais sensível ele ficará depois do alisamento”, avisa o cabeleireiro Divino Fernandes, da rede de salões Jacques Janine.

2. Certificar-se de que seu cabeleireiro sabe tudo sobre fibra capilar, o produto que pretende usar e as técnicas de aplicação. Segundo o cabeleireiro Wesley Nóbrega, do Studio W Higienópolis, em São Paulo, sem esse conhecimento o profissional não consegue avaliar a resistência e o melhor ativo alisante para o seu cabelo e se há necessidade de tratar o fio ou dar um intervalo maior antes de aplicar qualquer química.

3. Pedir para ler o rótulo do produto. “Vale lembrar que o formol tem vários nomes, como formalina, formaldeído, metanal, aldeído metílico e óxido metileno”, alerta o farmacêutico e cosmetólogo Maurício Pupo, de Campinas (SP). Na dúvida, procure pelo registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária na embalagem e verifique no site www.anvisa.gov.br se o produto está liberado para uso. “É aconselhável também optar por marcas conhecidas ou que esteja acostumada a usar; e desconfie se o preço cobrado pelo cabeleireiro estiver muito abaixo do mercado”, completa Maurício Pupo.

4. Exigir um teste de mecha. “Ele é que vai dizer se os fios vão resistir ou não à química e por quanto tempo. Geralmente, essa análise é feita num tufo de cabelo próximo à nuca, pois se algo der errado fica mais fácil disfarçar”, conta Wesley Nóbrega.  

5. Ficar atenta a cheiros irritantes ou que causem náusea. O farmacêutico Maurício Pupo afirma que mesmo que o fabricante adicione fragrância ao produto não tem como disfarçar o odor forte do formol. “Sentir queimação na região da mucosa nasal é outro sinal da presença da substância”, completa.

Quando a tesoura é a melhor solução

A atriz Jennifer Aniston cortou o cabelo dois dias depois de ter feito a escova progressiva. Segundo o cabeleireiro Wesley Nóbrega, essa é a saída mais rápida para eliminar os efeitos colaterais, como pontas espigadas e quebradiças e fios esticados, ásperos e com aparência plastificada. “O comprimento acima dos ombros adotado pela atriz é o preferido das mulheres porque permite manter o cabelo ajeitado com uma escova, mas isso não quer dizer que o restante do comprimento não esteja detonado também”, lembra o profissional do Studio W Higienópolis.

Estratégias menos drásticas

O cabeleireiro Divino Fernandes, do salão Jacques Janine, afirma que qualquer cabelo danificado pela progressiva pode ser recuperado. “Mas vou logo avisando à cliente que isso pode demorar de três a seis meses e consumir entre R$ 200 e R$ 380 por mês.” Ele lembra que cada caso exige uma solução diferente. Para contornar a perda de brilho, a elasticidade e a maciez, por exemplo, ele indica tratamentos à base de aminoácido, queratina e lipídeo a cada 20 dias. Já se o problema for o endurecimento do fio, primeiro, o profissional remove o excesso de produtos e só depois parte para as sessões quinzenais de hidratação profunda. “Agora, se houve queimadura, é importante devolver os pigmentos ao cabelo aos poucos, acalmar o couro cabeludo e, pelo menos uma vez por semana, oferecer uma nutrição à fibra capilar”, diz Divino Fernandes, que recomenda ainda redobrar os cuidados em casa. São eles:

● utilizar xampu, condicionador e máscara específicos para a recuperação dos fios;
● lavar a cabeça, no máximo, duas vezes por semana;
● nunca dormir com o cabelo úmido;
● não sair de casa sem aplicar reparador de pontas e leave-in com filtro solar;
● maneirar no uso de chapinha, babyliss, secador e elásticos de cabelo;
● durante a fase de recuperação, evitar molhar os fios no mar ou na piscina ou ficar mais de duas horas num ambiente com o ar condicionado ligado;
● desembaraçar os fios diariamente com um pente de madeira com os dentes largos.

Faça o teste e veja como você ficaria com o cabelo das famosas

  • Arte UOL

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
do UOL
Beleza
do UOL
do UOL
UOL Estilo
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Beleza
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
ANSA
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo