Pode isso?

Testamos técnica de esmalte com supercola que bomba na web: funciona mesmo?

Vivian Ortiz

Do UOL

24/01/2017 11h53

Usar cola instantânea para fazer o esmalte durar por até duas semanas nas unhas. Essa é a dica da médica Karla Assed, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e conhecida por atender celebridades como Xuxa, Angélica e Deborah Secco, para quem quer unhas lindas por muito mais tempo. Para isso, basta pingar duas gotas do produto em um vidro novo de esmalte e misturar bastante. Depois, é só passar na unha normalmente.

Procurada pelo UOL, a médica explicou que o produto dura mais tempo nas mãos porque está misturado com a cola de longa duração. E garante: não causa alergias nem irritações, desde que não seja aplicada na cutícula. "Caso aconteça, limpe logo para não ficar difícil a remoção após seco", explica. O método também não é aconselhado para quem tem micose e, além disso, a embalagem deve ser jogada fora após essa primeira utilização.

É seguro?

Getty Images
Imagem: Getty Images

Ainda que a Dra. Karla Assed diga que a técnica não traz problemas para as unhas, a dermatologista Roberta Nakamura, que coordenou o Centro de Estudos da Unha (CEU) do Instituto de Dermatologia da Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro durante sete anos, recomenda cautela.

Ela lembra que este tipo de cola contém ester de cianocrilato e acrilatos, substâncias que podem causar grandes estragos nas unhas, especialmente se já estiverem fracas. E, por serem de difícil remoção, elas ainda podem danificar a área.

Para fortalecer a região, a médica avalia que o correto seria apenas hidratar as cutículas com óleo, algo que ajuda a raiz da unha (matriz ungueal) a crescer mais forte, saudável e grossa. Também vale a pena procurar por bases de acordo com a queixa: fortalecedoras, endurecedoras ou preenchedoras. "Os hidratantes feitos de óleo ou silicone devem ser sempre usados. Já os endurecedores e fortalecedores a base de formol, formaldeído, tolueno, acrilatos e resinas têm o seu efeito adverso, mas vai depender do estado da unha e da sensibilidade do paciente", lembra.

Thinkstock
Imagem: Thinkstock

A podóloga Rosana Cordelli explica que, apesar de toda a química existente, o produto costuma ser utilizado por profissionais de sua área. Segundo ela, quando a unha tem um formato muito curvo, existe uma solução para o problema. "Fixamos uma órtese ali para fazer a força necessária e reduzir sua curvatura, assim como o aparelho faz nos dentes", explica Rosana, antes de ressaltar: "Se não usar super cola, não existe nada que fixe com a mesma força".

Normalmente, o tratamento dura um mês e a órtese é retirada pelo próprio podólogo, mas a cola ainda permanece. "O que fica sobressalente, tiramos com a lixa. Mas sempre fica uma camada mais fina na unha, que só sai no decorrer do crescimento", diz. Por isso, ela não recomenda o uso contínuo de cola instantânea.

Em nota oficial, a Henkel, fabricante de Loctite Super Bonder, informa que o produto foi desenvolvido para a realização de reparos em geral em diversos tipos de materiais e reforça que não possui nada em sua linha indicado para aplicações que envolvam diretamente o corpo humano. Portanto, a empresa não recomenda a utilização para essa finalidade.

Opinião de quem usou

Arquivo pessoal
Marina mostra o esmalte logo após fazer a unha Imagem: Arquivo pessoal
A veterinária Marina Iopi, que tem um canal no Youtube chamado "MakeUp Mania", conta ter conhecido a técnica há mais de seis anos, por conta do antigo vício de roer unha. "Certo dia, decidi fazer um experimento e colocar três gotas de bonder no extrabrilho, passando o produto por cima do esmalte", conta.

Segundo ela, as unhas se mantêm intactas e brilhantes por muitos dias, além de permanecerem mais fortes e quebrarem menos. "Para dar uma ideia, já fiz uma viagem de 15 dias e lavei bastante louça. Mesmo assim, ele ficou intacto por 13 dias, só depois começou a descascar", lembra.

Para fazer, Marina compra o extrabrilho e coloca de três a seis gotas de cola nele, misturando bem. "O produto vai mudar de cor: se for um claro, ficará em um tom amarelo queimado e se for lilás forte, como no meu caso, fica mais esbranquiçado. Inclusive, nunca tive problemas em usar várias vezes o mesmo verniz", ressalta.

Arquivo pessoal
Taiana mostra o esmalte após seis dias Imagem: Arquivo pessoal

Já Taiana Rocha, que mantém um blog chamado "Louca por Cosméticos", descobriu a dica ao ler blogs de beleza estrangeiros e resolveu ela mesma testar duas vezes: uma com esmalte normal (com três gotas de cola) e outro com esmalte de camada única.

Apesar de ter gostado da dica, ela recomenda seu uso com ressalvas. "Melhor a pessoa fazer um teste antes para ver se é alérgica e usar só em algum compromisso que precise que esmalte dure mais, como uma viagem, mas não no dia a dia", avalia.

Para retirar, ela diz ser preciso mais acetona do que normalmente usaria. "Costumo embeber o algodão com o produto e deixar de 'molho' na unha, pois demora para sair", conta. Depois, só como muita hidratante para recuperar. "Como resseca as cutículas mais que o normal, e o excesso da acetona para remover também é prejudicial, dou uma caprichada na hidratação com óleos."  

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo