Beleza

Médicos alertam para eficácia de máscara facial com borra de café

iStock
Imagem: iStock

Caroline Sarmento

Colaboração para o UOL

20/06/2017 04h00

Os benefícios do café geralmente estão associados à reposição de energia e até ao emagrecimento. Mas, e se o grão fosse usado para tratar a pele também? Muitas mulheres fazem uma esfoliação facial em casa sob a promessa de evitar olheiras, rugas e cravos.

A receita é básica: basta fazer o café normalmente, retirar a borra, esperar ficar morna e, em seguida, esfoliar o rosto levemente. Mas será que funciona mesmo?

Médicos não aprovam

Para o dermatologista Guilherme Kenji Ito (SP), os estudos são controversos e não comprovam de fato a eficácia do grão para diminuir cravos e manchas no rosto. “Eu não recomendaria o uso do café com esse fim. Existem poucos estudos sobre o assunto. Há outras substâncias com comprovação científica de eficácia, o que as tornam a primeira escolha”, explica.

A dermatologista Giselle Sanches (SP) conta que apesar de ser popular, o uso da café para o rosto não é indicado, já que o grão pode provocar algumas escoriações leves e até inflamações. “A pele pode ficar vermelha e com dermatite atópica, que são aquelas ‘bolinhas’ sobre a pele. Em casos mais extremos, pode até descamar ou ficar com aspecto de queimadura. Existem relatos de desencadeamento de doenças, como dermatites, e até cicatrizes”, informa. A especialista alerta que, se for para utilizar, o ideal é aplicar a borra sobre as partes do corpo que têm a pele mais resistente, como glúteos e coxas.

Café verde é mais potente

A dermatologista Giselle Sanches (SP) explica que o café verde é mais recomendado para tratamentos de beleza. “O que se tem de novidade são os estudos que revelam a eficácia do extrato de café verde como antioxidante. O grão - quando está nessa fase de amadurecimento - ajuda a aumentar o fluxo sanguíneo, então pode ser moído e inserido em alguns tratamentos contra celulite e estria. Quando o objetivo é ter uma uma pele mais luminosa, unimos o café verde a outros princípios ativos”, informa. A especialista conta que o café sozinho não tem uma ação tão forte, por isso é preciso ser inserido em algum tratamento para ter uma reação rápida.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Empreendedorismo - do UOL
do UOL
do UOL
Blog do Rodrigo Cintra
UOL Mulher - Beleza
do UOL
do UOL
Beleza
do UOL
do UOL
Redação
BBC
do UOL
Redação
Beleza
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog do Rodrigo Cintra
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Mulher - Beleza
UOL Estilo
do UOL
Beleza
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
UOL Estilo
do UOL
do UOL
do UOL
Topo