Beleza

Pele limpa e sem óleo? Aposte no carvão ativado, novo queridinho da beleza

iStock
Imagem: iStock

Paula Roschel

Colaboração para o UOL, em São Paulo

28/07/2017 04h00

Limpar profundamente, controlar a oleosidade e ajudar a combater os efeitos nocivos da poluição: essas são algumas das características que fizeram do carvão ativado o novo queridinho das fórmulas de beleza. Confira algumas curiosidades e usos do componente do momento:

É ótimo para peles mistas e oleosas

O carvão ativado é um aliado e tanto para quem sofre com excesso de óleo ou cravos: “Ele tem como ação principal remover impurezas, porque as absorve por meio de sua porosidade. É indicado para fazer uma limpeza mais profunda, tirando o aspecto oleoso e sujo”, explica a dermatologista Mônica Aribi, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. A especialista também o indica em outra situação: "Como ele tem essa ação de limpeza, também é utilizado em produtos antipoluição, para pessoas que estão muito expostas à fumaça", finaliza.

Não tem relação com o carvão do churrasco

O carvão da beleza não é o mesmo do churrasco: "Existe o vegetal e o ativado. O vegetal é usado como combustível, no fogo, já o ativado é oriundo de determinadas madeiras de aspecto mole, queimadas a temperaturas de 800ºC a 1000ºC e num ambiente com baixo teor de oxigênio, o que serve para preservar a matéria e manter a porosidade do carvão. Essa porosidade é responsável por remover, de forma seletiva, diversos tipos de gases, líquidos e impurezas", esclarece Sueli Szterling, esteticista do Espaço Kurma, de São Paulo.

É usado desde o Antigo Egito

O uso do carvão ativado para fins medicinais e estéticos data do Antigo Egito, com relatos do seu uso documentado em papiro, segundo a farmacêutica e especialista em cosméticos Cláudia Coral. Há cerca de cinco anos ele voltou a ser uma febre no mercado cosmético japonês. Daí foi um passo para as vizinhas coreanas, rainhas da beleza asiática, popularizarem o uso pelo mundo todo.

Use-o com moderação

É preciso cuidado ao incluir o carvão ativado na rotina diária, para que ele não retire a proteção natural da pele, já que esfoliantes com o ativo são potentes: "Se o carvão ativado estiver num meio que também reponha o manto hidrolipídico, com Vitaminas e ácido Hialurônico, ele pode ser usado todos os dias. Agora o carvão em formulação pura deve ser utilizado 3 vezes por semana, no máximo", alerta Mônica Aribi.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

do UOL
Redação
Blog Luciana Bugni
do UOL
do UOL
BBC
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Redação
do UOL
do UOL
Blog do Rodrigo Cintra
Blog Luciana Bugni
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog Luciana Bugni
do UOL
Beleza
do UOL
do UOL
do UOL
Blog Luciana Bugni
Blog do Rodrigo Cintra
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog Luciana Bugni
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog do Rodrigo Cintra
Blog Luciana Bugni
do UOL
Beleza
do UOL
do UOL
do UOL
Topo