Beleza

Depilação também é coisa de homem! Veja os métodos para se livrar dos pelos

Getty Images
Imagem: Getty Images

Bárbara Tavares

Do UOL, em São Paulo

20/08/2017 04h00

Depilação é coisa de macho, sim! Além do rosto, remover pelos de regiões como peito, barriga, costas, pernas, virilha, orelhas e nariz caiu nas graças dos homens. Existem até clínicas e salões com espaço reservado para o público masculino, para garantir a privacidade e o conforto na hora do atendimento.

“Eu costumava apenas aparar os pelos do peito e das partes íntimas com máquina. Até que ano passado, convencido por uma amiga, testei a depilação com cera quente. Doeu bastante, confesso, mas demorou tanto para crescer depois que acabei aderindo para uma ocasião ou outra, como viagens”, conta André Guimarães, 32. “Fora que os pelos acabam ficando mais finos, então até para retocar com a máquina ficou mais fácil”, completa.

Além da depilação com cera, que é eficaz, mas realmente um pouco dolorida, há opções menos sofridas. No começo de agosto, foi apresentado na Feira Estétika, em São Paulo, o Lyra, um novo equipamento de terapia gelada com luz pulsada, que possibilita a depilação masculina com menos dor. A tecnologia proporciona mais conforto nas sessões graças a dois sistemas de resfriamento, cooling e peltier. O procedimento pode reduzir de 70% a 80% dos pelos e deve chegar em breve a consultórios e clínicas.

Qual método escolher?

Getty Images
Imagem: Getty Images

Cera quente ou fria, laser, linha, luz pulsada, aparelho elétrico, lâmina e creme depilatório... Pode ser complicado escolher entre tantos métodos. O dermatologista Helio Miot recomenda ponderar o local do corpo, o tempo de recuperação, o desejo por depilação definitiva ou temporária.

Enquanto a cera é mais dolorida, ela também têm resultados mais duradouros que a lâmina, que ainda é o processo mais rápido e indolor, porém é o que precisa ser feito com mais frequência. "A depilação com laser ou luz pulsada tende a promover uma redução mais prolongada, e às vezes definitiva, do que as demais técnicas, que não destroem o folículo piloso. Desde que feito por profissional qualificado e com suporte médico, a recuperação costuma ser rápida e segura", explica Miot. O número de sessões varia de acordo com cada caso.

Veja quais são os métodos indicados, de acordo com as áreas do corpo:

Peito, costas, orelha, pernas e região íntima: É recomendada a depilação à laser ou luz pulsada, que enfraquece os pelos conforme as sessões são feitas e traz resultados mais duradouros.

Barba: O laser e a fotodepilação também podem ser usados, ou ainda as lâminas múltiplas, que são indolores, porém necessitam de retoque quase diário.

Nariz: Deve-se aparar os pelos com uma tesoura delicada ou aparelho elétrico, que só apara. Nunca arranque os fios dessa região, pois ela é muito sensível e pode ocasionar infecções. 

A depilação masculina dói mais que a feminina?

Normalmente os homens têm pelos mais grossos, enrolados e mais resistentes. Isso pode aumentar a dor na primeira depilação. Se elas forem feitas com frequência, a dor vai diminuindo.

O que é preciso fazer antes e depois do procedimento?

Os cuidados com a pele e os pelos antes e depois da depilação, independentemente do método utilizado, são muito importantes e podem influenciar no resultado. Bruna Almeida, consultora técnica da rede Depile-se, compartilha algumas dicas preciosas:

  • Banhos quentes podem machucar a área depilada. É melhor usar água morna.
  • A esfoliação é ótima para renovar a pele: elimina as células mortas e combate pelos encravados, além de deixar a pele mais macia. Faça  uma semana antes da depilação, com sabonetes e cremes esfoliantes. Lembre-se de, após a esfoliação, hidratar bem a pele.
  • Manter a pele sempre hidratada é um benefício para todo o corpo. A hidratação melhora a elasticidade da pele, tem efeito relaxante e antiestresse, além de nutrir. Invista em loções pós-depilação e hidrate bem a pele nos dias que seguem.

Qual o intervalo ideal entre as depilações?

O tempo varia de acordo com o método escolhido. Com procedimentos que arranquem o pelo pela raiz, o ideal é entre 20 e 30 dias. Já para lasers e fotodepilação, o mínimo recomendado entre as sessões é de 45 dias. Após o término do pacote, retoques anuais podem ser indicados.

Como evitar manchas, coceiras e pelos encravados? 

Depois do procedimento, é importante evitar tomar sol nas regiões depiladas e não usar roupas muito apertadas que provoquem atrito entre a pele e o tecido. Também é essencial buscar locais higiênicos e que usem materiais descartáveis para fazer as sessões.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Redação
do UOL
do UOL
Blog do Rodrigo Cintra
Tudo Beleza
Blog Luciana Bugni
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog Luciana Bugni
do UOL
Beleza
do UOL
do UOL
do UOL
Blog Luciana Bugni
Blog do Rodrigo Cintra
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog Luciana Bugni
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog do Rodrigo Cintra
Blog Luciana Bugni
do UOL
Beleza
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Topo