Beleza

Modelo negra com cabelo natural denuncia racismo nos bastidores de desfiles

Reprodução/Instagram
A modelo Londone Myers Imagem: Reprodução/Instagram

do UOL, em São Paulo

05/10/2017 10h19

A modelo Londone Myers, de ascendência irlandesa e fula (uma etnia do norte africano), usou suas redes sociais para denunciar o racismo nos backstages de desfiles da semana de moda de Paris. Segundo ela, é comum que profissionais de beleza ignorem as modelos negras por não saberem ou terem intenção de arrumar seus cabelos naturais.

Leia mais

"Eu não preciso de tratamento especial de ninguém. O que preciso é de cabeleireiros que saibam como arrumar um cabelo afro. Eu estou tão cansada de as pessoas me evitarem nos bastidores dos desfiles. Como vocês ousam tentar me mandar para a passarela com o meu afro todo esfarrapado e destruído? Todos sabemos que se vocês tentassem fazer isso com uma modelo branca, perderiam o trabalho. Se não nos unirmos, todas caímos. Se isso não acontecer com o meu cabelo, provavelmente vai acontecer com o seu", escreveu em seu Instagram.

No vídeo postado, Londone é sistematicamente ignorada enquanto os profissionais trabalham na beleza de modelos brancas ao fundo. A modelo deu mais detalhes da situação ao site da "Teen Vogue": 

“Eu estava tão frustrada com a maneira com que as pessoas evitavam até olhar para mim. Eu normalmente arrumo meu cabelo antes de cada desfile, mas, desta vez, eu apareci sem nenhuma produção, como todo mundo. Ninguém me deu uma explicação. E você não tem como confrontar esses cabeleireiros, eu não vou castigá-los, mas eles ainda não sabem o que fazer com cabelos naturais", explicou.

"As outras garotas negras do casting falavam francês, então eu fiquei um pouco sozinha. Eu simplesmente perguntei para as pessoas quem fazia o cabelo das negras e fui colocada de lado, até que eles me sentaram na cadeira deste cara e tentaram me liberar desarrumada como as outras garotas. Uma das outras modelos negras viu todos aqueles fiapos soltos no meu cabelo e ficou surpresa". 

“Eu acredito que em momentos como estes nós precisamos umas das outras, como pessoas de cor. Nós precisamos de um bom sistema de apoio dentro do nosso pequeno grupo e estender a nossa mão [umas para as outras] quando pudermos. Assim como Naomi [Campbell] abriu caminho para nós, devemos ajudar outras garotas. Mesmo que isso signifique dar um pouquinho de finalizado ou ajudar uma garota a tirar fiapos do cabelo". 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

do UOL
do UOL
do UOL
Blog do Rodrigo Cintra
Blog Luciana Bugni
do UOL
do UOL
do UOL
Tudo Beleza
do UOL
do UOL
do UOL
Blog Luciana Bugni
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog do Rodrigo Cintra
Blog Luciana Bugni
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog Luciana Bugni
Tudo Beleza
do UOL
Blog do Rodrigo Cintra
Blog da Sah Oliveira
do UOL
do UOL
Blog Luciana Bugni
Blog do Rodrigo Cintra
Beleza
do UOL
do UOL
UOL Mulher - Beleza
do UOL
do UOL
do UOL
Separadas no nascimento
Blog Luciana Bugni
do UOL
Topo