Beleza

Marquinha para o projeto verão? Cuidado pra não se queimar antes da hora

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Marcos Candido

Do UOL, em São Paulo

26/10/2017 04h00

O que a cidade de Jaboticabal, em São Paulo, tem a ver com Manaus, capital a mais de 2 mil quilômetros de distância do interior paulista? Nas últimas semanas, os dois municípios registraram casos de queimaduras provocadas em clínicas de bronzeamento. Seja natural, no sol, mas com uso de produtos especiais, ou mecanizada.

Em Jaboticabal, a modelo Aline Borges, 28, teve queimaduras de segundo e terceiro e grau após uma sessão de duas horas de bronzeamento em uma clínica. O episódio gerou discussão nas redes sociais entre a cliente e a proprietária, Joice Radaelli. Aline reclamou do produto usado por Joice para acelerar o surgimento da marquinha. Já Joice reclamou que a cliente ficou exposta além do previsto ao sol. Em Manaus, o episódio foi semelhante, com pele queimada e descascando para lá e para cá e troca de acusações.

Veja também

O que devo saber antes de optar por um bronzeamento artificial?

Desde 2009, a Anvisa proíbe câmaras de bronzeamento artificial. Institutos como a Organização Mundial da Saúde e a Agência Internacional para Pesquisa sobre Câncer (Iarc) relatam que as câmaras emitem radiação ultravioleta que fazem mal e podem levar ao câncer. Se te oferecerem um tratamento do tipo, tenha em mente que a prática é ilegal e não registrada pela Anvisa. Em nota, a agência explica que empresas que descumprirem a decisão estão sujeitas a multas que podem chegar a R$ 1,5 milhão.

Fique com um pé atrás se te oferecerem uma “fórmula secreta”

Fórmulas caseiras para bronzeamentos também não são recomendadas pela Anvisa. Aceite apenas o que é disponível e certificado pelo órgão e que você pode comprar em farmácias e drogarias certificados, como bronzeadores. Em lajes onde operam “clínicas” informais de bronzeamento é comum que seja oferecido um composto feito a partir de creme de parafina de cacau e urucum. Confira a embalagem do produto, pergunte sobre a composição e confira com a Agência de Vigilância Sanitária se o produto está devidamente registrado e pode ser comercializado. Em clínicas de bronzeamento por “spray” alaranjado, as contraindicações são menores, mas é sempre válido checar de antemão quais produtos serão usados em você. Melhor prevenir do que...

Mas, então, eu deixo de pegar um solzinho?

Não é bem assim. Há maneiras de se pegar uma cor sem prejudicar tanto a pele - e você já deve desconfiar quais sãs as regrinhas. A dermatologista Mônica Aribi, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, explica: “passe filtro solar meia hora antes de sair de casa. Se usar algum creme no rosto ou base, o filtro é o último a ser aplicado na pele. Uma boa ideia é usar base com proteção solar - com fator de 30 em diante”. Evite sol no horário de picos, como das 10h até às 15h.

Mesmo fora destes horários, a dica é usar guarda-sol, bonés ou viseiras e protetor solar. Dermatologistas recomendam não mais do que meia hora de sol (sempre fora dos horários de pico), mas é preciso avaliar se há algum histórico de problema de pele genético ou ainda a ser resolvido. Caso haja, diminua o tempo ou evite totalmente a exposição.

Mas tenha cuidado: o bronzeamento em excesso pode provocar câncer

Câmaras de bronzeamento artificial, segundo o Iarc, aumenta em 75% o risco de desenvolvimento de
melanoma, um dos tipos mais sérios de câncer de pele. E a pele “tem memória”. O dermatologistas afirmam que a radiação solar tomada em excesso, seja de forma artificial ou natural, pode ser “relembrada” no futuro por meio e manchas, tumores e envelhecimento precoce.

(FONTES: Mônica Aribi, dermatologista de São Paulo, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia; Bruno Vargas, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia; Daniel da Costa (Dermatologista do Hospital Adventista Silvestre) médico pela Faculdade Souza Marques, pós graduado em Dermatologia pela UNIRIO e membro efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia e médico no Hospital Adventista Silvestre)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

do UOL
do UOL
Blog Luciana Bugni
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog da Sah Oliveira
do UOL
Blog Luciana Bugni
Blog do Rodrigo Cintra
Redação
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog Luciana Bugni
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog da Sah Oliveira
do UOL
do UOL
Blog do Rodrigo Cintra
Blog Luciana Bugni
Tudo Beleza
Tudo Beleza
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog Luciana Bugni
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
do UOL
Blog da Sah Oliveira
do UOL
do UOL
Blog Luciana Bugni
Topo